terça-feira, 17 de setembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Grupo Nóis de Teatro celebra 17 anos e estreia novo espetáculo em Fortaleza

quarta-feira, 10 de julho 2019

Imprimir texto A- A+

O Grupo Nóis de Teatro celebra 17 anos de atividades continuadas e apresenta seu novo trabalho, ‘Ainda Vivas’, aprofundando debate sobre racismo, machismo e LGBTfobia. A temporada de estreia acontece de 11 a 14 de julho, sempre às 19h, com sessões gratuitas na rua em frente à sede do coletivo no bairro Granja Portugal. O espetáculo tem três horas de duração e é composto por três peças, apresentadas em sequência, que jogam luz sobre questões pertinentes de nosso tempo. A classificação indicativa é livre e o endereço fica na Av José Torres, 1211.

Divulgação

Enquanto a cidade dorme, no tabuleiro do jogo as peças apontam para o amor, o trabalho e a morte. Entre músicas ao vivo e movimentações de cenário que costuram as cenas, o elenco vai fundando espaço em via pública e refletindo sobre qual seria o caminho possível para um projeto de futuro que não deixe ninguém para trás. “Este é, antes de tudo, um espetáculo sobre não morrer”, define Altemar di Monteiro, que é o diretor e também assina a dramaturgia em parceria com Pedro Bomba. A montagem tem apoio do Fundo Baobá (Edital A Cidade que Queremos) e da Secretaria Municipal de Cultura de Fortaleza (VII Edital das Artes).

“Um dos principais disparos da cena em ‘Ainda Vivas’”, explica Altemar, “é o entrecruzamento de questões que afetam o povo negro, as mulheres e as pessoas LGBT na periferia urbana”. Essas foram situações debatidas nas duas edições do Seminário Periferias Insurgentes, realizado pelo Nóis de Teatro, que tiveram papel fundamental durante o processo de montagem e alinhamento conceitual do espetáculo. Outra característica do trabalho é sua relação direta com o movimento de saraus que tem ganhado força na capital nos últimos anos. “Entre uma peça e outra, vamos deixar o microfone aberto para livre manifestação do público e de artistas presentes”, aponta o diretor.

‘Ainda Vivas’ traz no elenco Amanda Freire, Dorotéia Ferreira, Edna Freire, Nayana Santos, Henrique Gonzaga, Gabriel Moraes e Renato Hirco. O espetáculo comemora os 17 anos do Grupo Nóis de Teatro, que desde 2002 resiste no bairro da Granja Portugal (Grande Bom Jardim), periferia de Fortaleza. A sede do grupo se estabeleceu como um espaço de fruição de arte dentro daquele território, com oficinas de teatro para crianças, oficinas de percussão e também pela realização de temporadas e eventos como o Alvoroço (espaço de encontro de artistas da periferia).

 

// SERVIÇO

Temporada de Estreia de ‘Ainda Vivas: Três peças do Nóis de Teatro’

De 11 a 14 de julho, às 19h. Gratuito

Sede do Nóis de Teatro (Av. José Torres, 1211. Granja Portugal)

Atualizado por Natasha Ribeiro
natasha@oestadoce.com.br
Fonte: Ass. de Imprensa

Mais conteúdo sobre:

Fortaleza Espetáculo Grupo Nóis de Teatro

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter