domingo, 18 de novembro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Curta o Gênero discute diversidade, feminismo, política e democracia

quinta-feira, 13 de setembro 2018

Imprimir texto A- A+

O Curta O Gênero (COG), evento cujo foco é nas discussões de gênero, sexualidades e feminismos, chega à sétima edição. O evento, que acontece até domingo (16), avança a cada ano ao trazer para o público uma programação gratuita que tem a diversidade como tema central. Este ano, o COG 2018 traz como temática “Política e Democracia – Revisitando conceitos e apontando alternativas a partir dos feminismos latino-americanos”.

A programação traz várias atividades, como mostra de curtas-metragens, exposição de fotografias e ilustrações, simpósios e seminários, teatro, oficinas e minicursos em um mergulho estético-político nos campos dos feminismos, gênero e sexualidades.

Ao longo do evento, o público confere no Teatro da Caixa Cultural cinco mesas de debates do VII Seminário Internacional Gênero, Cultura e Mudança e poderá participar também das rodas de conversa que ocorrerão todas as manhãs no foyer do Teatro. Pesquisadoras e ativistas de projeção internacional participarão do evento, dentre elas Amelinha Teles, Maria Lygia Quartim de Moraes e Mariana Mora Bayo (México).

Ainda dentro da programação do evento, até o dia 30 de setembro, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura recebe a VII Exposição Fotográfica “Contrastes – gênero, tempos, lugares, olhares” e a II Exposição de Ilustrações “Expressões de Gênero”. As exposições se dedicam a transitar pelos campos das questões de gênero e sexualidade e suas interseccionalidades e ficam abertas à visitação do público das 14h às 20h.

Mostra audiovisual
A programação da Mostra Audiovisual Internacional também vem forte esse ano. De mais de 360 curtas-metragens inscritos, a Mostra exibirá 52 produções de 12 estados brasileiros e 13 países. Exibirá ainda dois projetos da própria Fábrica de Imagens, o documentário “Horizontes Incertos” sobre direitos humanos, conservadorismo e neoliberalismo e o programa de TV Gênero Plural. Para fechar as atividades no fim de semana, o destaque fica para os dois longas-metragens convidados, “Chega de Fiu Fiu” de Amanda Kamanchek Lemos e Fernanda Frazão e “Abrindo o Armário” de Dário Menezes e Luís Abramo.

Lançamento de livros
Durante a programação serão ainda lançados livros da Fábrica de Imagens e das convidadas Maria Lygia Quartim de Moraes (Unicamp), Rosane Borges (escritorae articulista da Carta Capital), Alinne Bonetti (UNIPAMPA), Gláucia Fraccaro (PUC Campinas) e Salete Maria da Silva (UFBA).

Colorindo o gênero
A grande novidade para este ano é a realização do I Colorindo o Gênero, uma série de oficinas e exibições audiovisuais específicas para crianças, pensadas pela Fábrica de Imagens, pelos projetos de extensão Nucepec/UFC e Reapodere/UNILAB, pelo Coletivo Transvê de Sobral e pelas ativistas indígenas Telma e Beatriz Pacheco

Sobre o evento
Realizado pela Fábrica de Imagens, com apoio da Rede Latino-americana de Gênero e Cultura e com a produção do Ponto de Cultura Outros Olhares e do Centro de Referência em Cultura, Arte, Comunicação e Novas Tecnologias para a Promoção dos Direitos Humanos, da Equidade de Gênero e da Diversidade Sexual – Cacto. O COG conta, ainda, com o apoio da Caixa Cultural Fortaleza, da Secult e Enel por meio da Lei do Mecenato Estadual, do CDMAC e do Centro Cultural Belchior.

Destaques
Os seminários apresentam mesas com nomes nacionais e internacionais como Lucy Mirtha Ketterer Romero (Temuco/Chile), Natalia Cabanillas (Argentina), Artemisa Odila Candé Monteiro (Guiné Bissau), Graziele Dainese (UNILAB), Wânia Pasinato (USP), Karla Bessa (UNICAMP), Ana Veloso (UFPE), Mirla Cisne (UERN) dentro outros.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter