30 C°

sábado, 16 de dezembro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Felipe Massa pode entrar para a categoria mais verde de corridas

terça-feira, 21 de novembro 2017

Imprimir texto A- A+

A quarta temporada da Fórmula E começa no primeiro fim de semana de dezembro. Fórmula E? Sim, ou FIA Fórmula E Championship. Esta é uma categoria de automobilismo organizada pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) com carros de monoposto, movidos exclusivamente a energia elétrica, cuja primeira temporada começou no ano de 2014.

O primeiro modelo de carro usado na temporada inaugural da Fórmula E foi apresentado em 2013, durante o 65º Salão do Automóvel de Frankfurt, na Alemanha. O bólido foi batizado de “Spark-Renault SRT 01E”, ele sucede o Formulec EF01, protótipo que serviu para o desenvolvimento do projeto.

Questão de tempo

E ao que tudo indica, Felipe Massa poderá participar dessa ainda nova e verde categoria. Alejandro Agag, líder da Fórmula E, acredita que é apenas uma questão de tempo até que Felipe Massa se mude para a competição, depois de ter anunciado sua saída da Fórmula 1 neste final da temporada. Porém, o dirigente ainda não confirma Massa para 2018.
“O Felipe é um piloto muito desejado e um piloto de supremo talento. Para a quinta temporada, ter o Felipe conosco é muito provável, mas não está em minhas mãos, cabe às equipes”, disse Agag.

“Ele seria uma aquisição fantástica para o campeonato, mas para a quarta temporada talvez já seja tarde demais. No entanto, tudo pode acontecer, mesmo nesta próxima temporada, se as circunstâncias o permitirem, e nós queremos tê-lo.”

Londres
Mas quem voltou o olhar para a Fórmula E, é Londres. A cidade que já foi palco da final da temporada inaugural da Fórmula E, terminou seu acordo de cinco anos após o segundo evento e isso significou a saída da capital inglesa do calendário F-E para a temporada 2016/2017 e não está na programação de 11 cidades para a de 2018.
Um porta-voz do prefeito de Londres, Sadiq Khan, revelou que “está interessado em ver o retorno da cidade.” Ele também confirmou que “ainda existem conversas para identificar locais adequados em Londres, para a competição”.
O primeiro modelo de carro usado na temporada inaugural da Fórmula E foi apresentado durante o 65º Salão do Automóvel de Frankfurt, na Alemanha. O bólido foi batizado de “Spark-Renault SRT 01E”, ele sucede o Formulec EF01, protótipo que serviu para o desenvolvimento do projeto.

Saiba mais sobre a Fórmula E

Um monoposto é um veículo no qual só cabe uma pessoa;
Os monopostos terão aceleração de 0 a 100 km/h em 3 segundos, e uma velocidade máxima de 220 km/h;
As pistas serão circuitos de rua, com: 2.5 a 3 km de extensão;
Diferente da Fórmula 1 e Fórmula Indy, a E, tem níveis de ruído em decibéis (dB), bem próximos e até menores do que o de veículos com os quais convivemos na nossa cidade. Um automóvel comum emite 70dB, o de Fórmula E , emite 80dB enquanto um Ônibus , 90 dB;
Participam da Fórmula E, no máximo de 10 escuderias, 20 pilotos e 40 monopostos. Cada escuderia terá 2 pilotos e 4 monopostos;
As corridas acontecem em 10 cidades de todo o mundo.

Da Redação do OeV
oev@oestadoce.com.br

outros destaques >>

Facebook

Twitter