28 C°

sábado, 16 de dezembro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Iniciativas sustentáveis na nova agenda empresarial

terça-feira, 18 de Abril 2017

Imprimir texto A- A+

Cada vez mais, as empresas passaram a ser avaliadas pelos seus esforços em preservar o meio ambiente para as gerações futuras. Mas como conseguir isso sem seguir critérios de sustentabilidade? Uma alternativa é a implementação de estratégias focadas em questões ambientais, econômicas e sociais, que incorporam a evolução dos padrões internacionais de consumo eficiente de energia, como a Energy Star, e certificados de construção verde, caso da LEED – concedida pelo Conselho de Construção Sustentável (USGBC) dos Estados Unidos. No entanto, para muitas organizações, a introdução destas iniciativas ainda é um obstáculo.

A maior dificuldade para a introdução de iniciativas sustentáveis está na falta de dados conectados entre áreas distintas. Mas a solução para esse gargalo vem da tecnologia. Um bom exemplo são as ferramentas para a gestão de ativos físicos, que podem integrar os dados de diversas fontes como as de gestão de recursos humanos, compras, planejamento, administração financeira e Business Intelligence.
Se agregar as informações em um único banco de dados é um ganho, os projetos verdes também contam com benefícios extras. Em períodos economicamente difíceis, a otimização de planejamento financeiro permite manter o investimento em áreas críticas, ou simplesmente ignoradas. Além disso, os programas dispõem de recursos oriundos de incentivos fiscais e tributos ambientais, que podem ajudar na prevenção e recuperação em caso de desastres. Mas para que essas vantagens se tornem tangíveis, é essencial atender aos requisitos de sustentabilidade.

Quando o cumprimento dessas normas se torna parte da rotina, as empresas conseguem resultados expressivos em economia, finanças, qualidade de vida e conquistas sustentáveis, além de melhorias continua na sua operação. E o desenvolvimento tecnológico pode ser o condutor de todo esse movimento e, mais do que isso, responsável pela diminuição dos impactos no meio ambiente, desde que as companhias estejam equipadas com soluções contemporâneas, que suportam integração, colaboração e análise.

 Por Lisandro Sciutto*
*Diretor de produtos da Infor LATAM.

outros destaques >>

Facebook

Twitter