segunda-feira, 16 de setembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Dia Nacional do Voluntariado: conheça a história de quem se dedica ao próximo

terça-feira, 27 de agosto 2019

Imprimir texto A- A+

Repassar uma mensagem positiva ao próximo ganha um novo sentido quando a solidariedade é colocada em prática. Assim acontece com Rony Souza, de 25 anos, um dos voluntários do Centro de Convivência Renatus, projetos social mantido pela Fundação Terra, no bairro Alto Alegre II, em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza. Rony faz parte dos 7,2 milhões de brasileiros que participam ativamente de trabalhos que se dedicam em ajudar ao próximo, segundo uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2018. Nesta quarta-feira (28), comemora-se o Dia Nacional do Voluntariado, uma data que visa despertar a consciência solidária em benefício do desenvolvimento social e sustentável do mundo.

Reprodução

Há um ano, Rony dedica suas manhãs de terça e quinta-feira para levar mais alegria e esperança para quem mais precisa. O estudante de educação física repassa tudo que aprendeu de capoeira na infância para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. “É muito gratificante poder ajudar outras pessoas. Quando estou ensinando as crianças e os adolescentes, tenho a sensação de dever cumprido, de ajudar a comunidade onde estamos vivendo”, afirma.

Rony é um dos voluntários da Fundação Terra Maracanaú. Lá, ele desenvolve atividades com meninos e meninas de 5 a 17 anos de idade. No total, são 20 crianças e adolescentes participando e vivenciando um novo aprendizado no projeto, uma vez que o município é considerado o mais violento do país, segundo dados do Atlas da Violência deste ano.

De acordo com a pesquisa do IBGE, o total de voluntários representou 4,3% da população com 14 anos ou mais. O instituto também traçou o perfil das pessoas que se dedicam a ajudar o próximo: a incidência é maior entre mulheres (5%), pessoas com 50 anos ou mais (5%) e superior completo (8%).

A Fundação Terra, criada e presidida por Padre Airton Freire, é reconhecida pelo forte trabalho social que desenvolve em Maracanaú. A unidade mantém uma creche para 125 crianças, além de oferecer gratuitamente projetos às famílias cadastradas no bairro. Destacam-se também o Coral da Terra, Grupo de Orientação para Mães, Projeto com gestantes (Bebê da Terra), entre outros.

Sobre a Fundação Terra
Criada em 1984 pelo padre Airton Freire, a organização surgiu numa área chamada popularmente de Rua do Lixo, em Arcoverde, município do Sertão de Pernambuco, a 250 quilômetros do Recife. Onde antes estava localizado o lixão do município, hoje há escola, creche, biblioteca, instituição de longa permanência para idosos e várias ações sociais. Em 2016, foi aberto no Recife o Centro de Apoio aos Moradores de Rua (C Amor), que funciona no Pátio da Santa Cruz, bairro da Boa Vista.

Atualizado por Natasha Ribeiro
natasha@oestadoce.com.br
Fonte: Ass. de Imprensa

Mais conteúdo sobre:

Dia Nacional do Voluntariado Fundação Terra Maracanaú

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter