domingo, 22 de julho de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Dupla acusada de crimes em Canindé pega 135 anos de prisão

sexta-feira, 12 de janeiro 2018

Imprimir texto A- A+

O juiz José Hercy Ponte de Alencar, titular da 2ª Vara da Comarca de Canindé, condenou dois irmãos integrantes de grupo acusado de praticar, em menos de um mês, série de crimes na zona rural do município, distante 120 km de Fortaleza. Somadas, as penas dos réus José Valdeci e Marcos Vinícios Ferreira da Silva chegam a 135 anos e quatro meses de prisão.

São três sentenças condenatórias contra os irmãos pelos delitos. A mais recente foi proferida nessa terça-feira (9). Segundo o Ministério Público, no dia 6 de maio do ano passado, os dois roubaram uma motocicleta, dinheiro, aparelho celular, videogame, roupas, perfumes, relógios e outros objetos de duas vítimas. Na ação, eles utilizaram revólver, espingarda e facas, além de atuar com violência e na companhia de um adolescente. José Valdeci constrangeu a vítima do sexo feminino a ter conjunção carnal e a praticar atos libidinosos.

Ele foi condenado por roubo majorado, corrupção de menor e estupro a 14 anos e seis meses de reclusão. Já Marcos Vinícios, por roubo majorado e corrupção de menor a sete anos de prisão. Conforme o juiz, “a prova colhida em juízo é uniforme e confirma a prova produzida durante as investigações policiais, o que permite ter a certeza necessária para a condenação”. Os réus estão presos e não podem recorrer da decisão em liberdade.

Sentenças
Na segunda decisão, os dois irmãos foram sentenciados a 21 anos e quatro meses de reclusão pelos crimes de latrocínio e corrupção de menores. Nesse processo consta que a dupla, na companhia de um adolescente, roubou cerca de dez caprinos/ovinos e um suíno no dia 10 de maio do ano passado. O proprietário reagiu e levou um tiro disparado por José Valdeci e veio a falecer em decorrência.

Já na primeira sentença, os acusados tiveram condenações por latrocínio (consumado e tentado), associação criminosa e corrupção de menor a 35 anos e dez meses de prisão. O caso ocorreu em 25 de maio de 2017, quando eles roubaram um ventilador, um aparelho de DVD, um rádio, um botijão de gás, uma sela de cavalo e uma rede, além de alguns animais. Durante a ação, uma das vítimas foi morta e a outra sofreu lesões corporais.

outros destaques >>

Facebook

Twitter