30 C°

sábado, 16 de dezembro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Quixadá: PMs sobreviventes são promovidos

quinta-feira, 20 de Abril 2017

Imprimir texto A- A+

Três policiais militares que sobreviveram a um confronto armado em junho do ano passado, na estrada de terra que liga a localidade de Juatama à sede do município de Quixadá, foram promovidos por bravura, após publicação em Boletim do Comando Geral da Polícia Militar do Ceará.
O 2° sargento PM João Alves Campos, o cabo PM José Ribamar Bezerra Júnior e a soldado PM Michelly Pereira Mariano, todos pertencentes ao efetivo da 1ª CIA/9°BPM (Quixadá), foram promovidos a 1° sargento, 3° sargento e cabo, respectivamente.
A cabo Michelly relembra os momentos de tensão e a saudade dos companheiros. “Agradeço a Deus pelo livramento que Ele me deu e fico muito grata pelo reconhecimento da Corporação”, ressalta.

O 1° sargento João Alves fala que o confronto deixou marcas emocionais e físicas e que a promoção é uma forma de homenagear todos os policiais envolvidos no caso. “Eu fui atingido com três tiros, um inclusive de fuzil e outros dois provavelmente de pistola. Acredito que justiça foi feita. O atual comando foi sensível em nos reconhecer e a promoção traz uma mistura de vários sentimentos”, disse.

Para o coronel comandante geral da Polícia Militar do Ceará, Ronaldo Viana, a promoção por bravura é uma forma de reconhecer a atitude heroica dos policiais em combater o crime mesmo com o risco da própria vida. “Os policiais cumpriram a missão com honra e galhardia, a promoção por bravura é uma forma de reconhecer a coragem desses guerreiros”, afirma.

O caso
A composição, comandada pelo 2º sargento PM João Alves Campos estava de serviço no dia 30 de junho de 2016, era composta ainda pelo então soldado PM José Ribamar Bezerra Júnior e os militares: cabo PM Antonio Joel de Oliveira Pinto e o soldado PM Antonio Lopes Miranda Filho (promovidos post mortem), quando foram acionados com a finalidade de dar apoio a uma composição da Força Tática (FTA). A equipe do FTA trocava tiros com cerca de oito a nove homens, todos armados de fuzil e com farta quantidade de munição, numa estrada de terra que liga a localidade de Juatama à sede do Município de Quixadá, a aproximadamente 800 meros da área urbana daquela localidade.
No momento em que se deslocavam por uma estrada para apoiar os companheiros, a viatura colidiu de forma frontal com um veículo, com homens fortemente armados que vinham na carroceria do referido veículo, os quais há poucos instantes haviam trocado tiros com a composição do FTA.

outros destaques >>

Facebook

Twitter