30 C°

segunda-feira, 21 de agosto de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

São Gonçalo dá continuidade ao combate às drogas ilícitas

terça-feira, 21 de março 2017

Imprimir texto A- A+

O município de São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Fortaleza, continua empreendendo ações de combate às drogas, principalmente entre a juventude. Segundo a coordenadora de políticas públicas sobre drogas do município, Rossana Brasil, “hoje, na escola da Passagem, iniciamos um projeto escola e comunidade, que é um fruto de uma magnífica parceria com a Secretaria de Educação para implantarmos ações com jovens, adolescentes e familiares, visando a prevenção da violência e do uso abusivo de drogas”.

De acordo com a coordenadora, “as atividades serão mostradas e norteadas por ações culturais, o cultivo da prevenção e uma cultura de paz é a meta do prefeito Claudio Pinho”. Além disso, Rossana diz que as medidas têm o objetivo de “reduzir fatores de vulnerabilidades e risco social da realidade de adolescentes e jovens, através de ações culturais auxiliando na ressignificação de valores, na promoção da saúde, no cultivo a uma cultura de paz no acesso a direitos e formação para a cidadania, além de promover o fortalecimento da convivência familiar e comunitária.

O alinhamento de ações para a efetivação dos programas de prevenção às drogas do Governo Federal no Ceará por parte da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD) pautou a reunião entre técnicas vinculadas à Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) e gestoras dos programas no Ceará, agregadas ao Sistema Integrado de Prevenção (SIP) da SPD.

Os programas #Tamojunto, Jogo Elos e Famílias Fortes serão desenvolvidos pelo terceiro ano consecutivo no Ceará. O início das atividades está previsto para o decorrer do mês de abril próximo. As ações preventivas vão beneficiar crianças e adolescentes que são alunos do ensino fundamental I e II, na faixa etária de seis a 14 anos, matriculados em escolas da rede pública; e moradores de comunidades cearenses.

O número de municípios favorecidos em 2017, bem como a quantidade de estudantes a serem beneficiados ainda estão sendo definidos. O Ceará foi o primeiro estado do País a implantar os programas, simultaneamente, em diversas localidades. No ano passado, mais de cinco mil estudantes foram contemplados com os programas de prevenção no Ceará, além de terem sido realizados mais de seis mil atendimentos a famílias.

outros destaques >>

Facebook

Twitter