30 C°

segunda-feira, 21 de agosto de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Serviço do Hospital Regional Norte garante segurança no cuidado ao paciente

quarta-feira, 15 de março 2017

Imprimir texto A- A+
Ilustração

Ilustração

O Centro de Material Esterilizado (CME) do Hospital Regional Norte (HRN), do Governo do Ceará, comemora quatro anos de funcionamento neste mês de março. Ao longo desse período de atividades, já foram destinados mais de 1.400.000 itens para o cuidado do paciente; sendo 556.132 itens em 2014, 418.429 em 2015 e 359.156 em 2016.

Para que um objeto esteja pronto para ser usado pelo paciente é realizado cinco processos: lavagem, inspeção, empacotamento, identificação, esterilização e distribuição. “Nós, enquanto equipe, temos consciência da importância que o nosso trabalho tem para o funcionamento do Hospital. Isso é uma grande responsabilidade. A gente tem que fazer de tudo para que os materiais cheguem aos pacientes com a sua devida qualidade”, enfatiza a coordenadora do CME, Larisse Luciano.

A coordenadora do Banco de Leite Humano, Samara Andrade, destaca a importância do trabalho centralizado de apoio à assistência realizado pela equipe do Centro de Material Esterilizado, que colabora na qualidade e segurança do funcionamento de outros serviços do hospital, como o próprio banco de leite. É através de um copo dosador, um dos vários itens manuseados pelos profissionais, que é transportado o leite pasteurizado no Banco de Leite.

“A equipe do CME representa para nós uma parceria integral. Porque sem um copo dosador ou sem os frascos (utilizados para coleta do leite), que são os materiais necessários para que a gente consiga coletar o produto e garantir as qualidades nutricionais e imunológicas, eu preciso de um material que esteja em condições ideais de esterilidade. Muitas vezes trocamos informações entre os dois setores com o intuito de mantermos esse padrão de qualidade”, destaca Samara.

Um dos pacientes beneficiados com o trabalho dos profissionais do Centro de Material Esterilizado é a pequena Sara Raquel, de apenas 25 dias. A mãe da recém-nascida, a dona de casa Lucieuda Rodrigues, 38 anos, se diz segura em saber que existe este processo de segurança no uso dos materiais. “Confesso que não sabia que um simples copinho que traz o leite passa por todo um processo de esterilização até chegar para minha filha. É sem dúvida muito importante para a segurança dela”, afirma a dona de casa. O utensílio é levado até a Unidade Mãe Canguru, onde a pequena Sara ganha peso. Ela nasceu prematura de 34 semanas.

São 50 técnicos de enfermagem, quatro auxiliares de serviços gerais, cinco enfermeiros, um auxiliar de escritório e uma enfermeira coordenadora (responsável técnica) que formam a equipe do Centro de Material Esterilizado do Hospital Regional Norte. O CME atende ao Banco de Leite Humano, Centro Cirúrgico Geral, Mãe Canguru, Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Clínica Obstétrica, UTI Adulto, UTI Neonatal, Ambulatório, Centro de Imagem, Farmácia, Agência Transfusional, Laboratório, dentre outros.

Fonte: Governo do Estado do Ceará

Mais conteúdo sobre:

Governo do Ceará Hospital Regional Norte (HRN) Banco de Leite Humano

outros destaques >>

Facebook

Twitter