segunda-feira, 17 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

A hediondez dos desmontes

Fernando Maia

Colunista - Política

terça-feira, 06 de novembro 2012

Imprimir texto A- A+

Um dos fatos mais negativos na história das administrações municipais no País, o Ceará como exemplo, é a necessidade que cresce, a cada ano, de rigorosa fiscalização, não para se saber se tudo está bem, mas sim, para impedir que gestores, em fim de mandato, transformem em terra arrasada prefeituras a serem entregues aos sucessores. 

Estrangeiros mostram-se pasmos, como ocorreu recentemente com um representante da União Europeia em congresso, no Centro de Feiras e Eventos, que não entendia os motivos que levavam o Tribunal de Contas dos Municípios e Ministério Público Estadual a serem obrigados a promover verdadeiro mutirão legal, contra o mais infame dos crimes que se pode perpetrar contra uma comunidade e seus cidadãos: o desmonte de prefeituras. Tal delito, segundo defendia o promotor de Justiça e deputado Pedro Uchôa, deveria figurar como um dos crimes mais hediondos.

Se as perdas provocadas por prefeitos, que destróem os bens públicos, ou desmontam a estrutura administrativa de municípios maiores e de melhores condições econômicas já são casos que bradam aos céus, imagine-se o que sofrem pequenas e  pobres comunas, que mal conseguem escapar com as esmolas do um mísero FPM.

Sabemos também que essa situação de desrespeito com a coisa pública só não chegou, ao Ceará a níveis muito piores, graças aos ingentes esforços do TCM e do MP, que, embora  com efetivos bem inferiores do que necessitam, conseguem evitar que prefeitos destruidores tornem  ingovernáveis a maioria dos nossos municípios.

• No jeito. O prefeito eleito de Fortaleza, Roberto Cláudio, recebeu, ontem, em seu gabinete na AL, o presidente da CMF, Acrísio Sena. Tema da reunião: Orçamento Municipal-2013.

• Festival. Nesta terça-feira, na AL, numa reunião conjunta das comissões de Agropecuária e da Pesca com o Agropacto, será feito o lançamento do IV Festival Internacional do Camarão da Costa Negra. A apresentação será do empresário Livino Sales.

• Desmoralizante. A imprensa “lá de cima” denuncia “feira do crack e da coca”, na praia-postal    de Iracema, ao lado da Delegacia do Turista, e sob a “vista grossa” de policiais.

• Divórcio? Aponta a “Folha”, em 15 estados onde PSB e PT, que duelaram-se em 2012, poderão vivenciar a mesma situação nos campos governamental e presidencial de 2014.

• Apelando. Para conter o “élan” de Eduardo Campos (PSB-PE), de olho no Planalto, a presidente Dilma conta com a força crescente do governador Cid (CE).

• Imortal. O ministro do STJ, Napoleão Maia, fez a saudação ao novo membro da Academia Cearense de Letras, chanceler Airton Queiroz, em solenidade, ontem, na sede da entidade.

AULÃO
No próximo dia 19, o presidente do TCM, Manoel Veras, e sua equipe de técnicos, recebem, na sede da entidade todos os 184 prefeitos eleitos, ou reeleitos do Estado. O objetivo será oferecer instruções e informações sobre suas competências e obrigações.

• Balanço. Em Brasília, a prefeita Luizianne Lins teve encontro com o senador José Pimentel, deputados federais do PT, e o presidente nacional do partido, Rui Falcão.

• A respeito…do destemperado presidente do PT, este, Zé Dirceu e Genoíno foram advertidos por Lula, a “frear a língua”, para não aumentar as penas dos mensaleiros no STF…

• No prejuízo. Devido ao “estoque acumulado de restos a pagar”, do Governo Federal, R$ 25 mi do Orçamento-2013 serão contingenciados. O Ceará “dança” com R$ 125 mi.
• Garantindo. Sobre a transição de Fortaleza, o coordenador de projetos especiais da PMF, Accioly, diz que Luizianne deixará grana em caixa e R$ 1,5 bi em projetos. Ótimo!

• Ainda bem! Havendo essa reserva de dinheiro, Roberto Cláudio poderá desemperrar a compra do Campo do América. A comunidade aguarda ansiosa o seu “Polo de Lazer”.

• Sem ela? Pelas posições de lideranças como os deputado Nélson Martins e José Guimarães, depreende-se que, Luzianne à frente do PT, dificulta reatar aliança com o PSB.
MAIS UM…
…sinal amarelo para a economia nacional. Setores elétrico, de petróleo e gás, e bancos, perderam juntos, até este mês, R$ 73 bilhões.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter