Política
Quarta-feira, 22 de janeiro de 2014
Como gerar empregos

• Num país onde, apesar de alguns avanços, ainda prevalece persistente falta de empregos, desperdiçarem-se chances de criá-los é, no mínimo, inaceitável. Tal tema, com certeza, deverá ser uma das principais atrações da pauta da Câmara dos Deputados, logo que sejam retomados os trabalhos legislativos. Trata-se do retorno à discussão, da redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais, conforme reza a PEC 231/95, há cinco anos aprovada em primeiro turno pelo Plenário. O mais estranho é que tal matéria permanece “engavetada”, apesar da aprovação de 12 requerimentos pela sua inclusão na Ordem do Dia, para ser votada em segundo turno. O texto, que havia sido aprovado entre festas, em julho de 2009, reduzia as horas trabalhadas, e também elevava o valor da hora extra de 50% para 75% sobre o valor básico. Conforme minuciosos cálculos feitos por várias entidades, inclusive o Dieese, essa redução proporcionaria ao empresariado oportunidade para a criação de 2,5 milhões de novos empregos. Há, entretanto, uma preocupação bastante lógica para as entidades sindicais que vêm lutando em defesa dessa PEC: a sua aprovação vai exigir o voto de 2/3 dos deputados, sabendo-se que, no Brasil, faz parte da cultura política, a maioria dos parlamentares serem empresários, ou defensores de empresários, para quem a matéria não é bem aceita. Essa posição, entretanto, não se justifica. Segundo o Daniel Almeida (PCdoB-BA), os empresários, com as novas tecnologias, produzem três a quatro vezes mais, mas, simplesmente apropriam-se desse ganho de produtividade, sem repartir com a sociedade, notadamente com os trabalhadores. Se aprovada a PEC 231/95, será o coroamento da aprovação da primeira redução de jornada de trabalho, inclusa na Constituição Federal de 1988.

• Incompetência - Graças à incompetência do consórcio “responsável” pelo novo terminal do Aeroporto Pinto Martins, este terá a mesma “empanada de circo”, do Aeroporto de São Luis-MA.

• Sem controle - O médico Lineu Jucá constatou horrorizado que 50% dos leitos do IJF estão ocupados por vítimas de acidentes com motos, prejudicando outras pessoas, e causando mais mortes. O problema, que preocupa a direção do hospital, tem se mostrado de difícil solução.

• Sem jeito - Na AL, a falta de controle no uso de motos, na Capital e interior, foi denunciada várias vezes. Conclusão: prefeitos não querem punir motoqueiros; seria perda de votos... 

• Candidatura - Para o deputado Mário Feitoza, o PMDB, pelo espaço que tem no governo de Dilma, merece candidato próprio no Ceará, que pode ser o senador Eunício, ou qualquer outro.

• Puro-sangue - Alguns petistas admitem que o senador José Pimentel poderia encabeçar chapa puro-sangue, do PT, para ajudar na reeleição da presidente Dilma. 

• Nem a pau! - Sobre essa possibilidade, o deputado José Guimarães é enfático: “Não vamos embarcar nessa. Nada faço sem acertar com Rui Falcão, Lula e a presidente Dilma”. 

Importância
• Ontem, no auditório do IFCE, em Ubajara, o secretário do Turismo, Bismark Maia (foto), debateu com a população da Ibiapaba os Impactos Ambientais e as vantagens da duplicação da rodovia CE-187 (Estrada da Confiança), com 58,74 km, ligando Tianguá a São Benedito.

• Segundo... - Bismark, a CE-187, além de duplicada, terá acostamento em ambos os sentidos, canteiro central e iluminação feérica, qualificando o turismo da região.

• Sem essa! - Disposto a cumprir o seu mandato até o fim, o governador Cid desfaz novamente boatos  da imprensa do Sul, que insiste em colocá-lo como ministro de Dilma ainda este ano.

• Sobre... - a história da chapa pura do PT-CE, para ajudar na reeleição da presidente Dilma, o deputado José Guimarães rebate: bom para Dilma será Pros, PMDB e PT unidos.

• Cortando - PLS do senador Alfredo Nascimento (PR-AM) propõe drástica redução dos convênios entre União, estados e municípios, envolvendo recursos públicos em ano eleitoral.
• Difícil - Para o deputado Raimundo Matos, a matéria é de difícil aprovação, pois muitos políticos já estão viciados em fazer campanhas eleitorais com a grana do povo.

• Sumiram? - Indagação do deputado Fernando Hugo (SDD): qual é o paradeiro dos R$ 2 bilhões do Fundo Penitenciário, e destinados a melhorar esse setor, vergonha da Nação?

• Brincando... - com vespeiro, autoridades “amaciam” a moçada dos “rolezinhos”, enquanto o PSTU, o Psol e “Black-Blocs” preparam o “bote” para pegar carona com a meninada.

• Segurança - Tramita, na Câmara, o Estatuto da Segurança Privada, que obriga os bancos a contratar 35 mil vigilantes capacitados, pelo menos um para cada agência.

Leia mais:

Colunas anteriores deste autor

Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Mais informações sobre as opções de formatação

CAPTCHA de imagem
Entre com os caracteres da imagem.