quarta-feira, 26 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

E aí, apaga ou não apaga?

Macário Batista

Colunista - Política

terça-feira, 15 de janeiro 2013

Imprimir texto A- A+

• Nos anos 40, no Vale do Tennessee, o governo americano instalou uma série de hidrelétricas e, no seu entorno fez uma grande reforma agrária que desenvolveu a região até então um mundaréu de terra sem uso, ou semiutilizada.

O Brasil, com seus problemas de geração de energia, ainda tem um mundo de rios que poderão ser barrados em nome não só da geração de energia elétrica, como aproveitar essa água para abastecimento, irrigação e até reforma agrária.

O diabo é que no meio desse caminho, aparece gente achando que pra defender a natureza acha que não pode juntar água. E nem aceitam que se instalem novas termoelétricas, essas sim, criadoras não só de efeito estufa como emissora de gases poluentes. Não que uma hidrelétrica não polua. Polui, sim. Desde o cimento que foi produzido com o uso de energia, até a madeira que foi deixada no fundo dos lagos e que, apodrecida gera gases poluentes.

Dilma diz que não corremos risco de apagão e/ou de racionamento, mas o bicho anda apertando porque não tem chovido naquilo que no sertão a gente chama de, nas cabeceiras.

Os reservatórios estão baixos, precisa mesmo que suas águas sejam preservadas, mas e daí? Desde a reunião da semana passada, do Comitê de Monitoramento de Energia no Brasil, soluções chegam ao ventilador de sua casa e bolem com as agências reguladoras de água, energia e petróleo.

Ligar uma termoelétrica é problema, mas será mesmo a solução? O Governo continua dizendo que vai ter mesmo a redução de 20% no valor da energia, valores que se adequarão no fim do ano. Dependem de energia não só a luz da sua casa, mas o próprio desenvolvimento da nação. Ê ê.

• Sob condições – Nos dias 29 e 30 deste mês, a cúpula do PT reunirá, num encontro em Brasília, todos os prefeitos da sigla eleitos, no ano passado, sob o tema “Municípios Fortes, Brasil Sustentável”.

• Programas ao dispor – O evento será aberto pela presidente Dilma Rousseff e terá como meta mostrar aos novos governantes municipais, os programas federais e como eles podem ser utilizados nas cidades.

• Na cara do povo – Joaquim Barbosa é o sucesso da vez quando o assunto é máscara de carnaval no Rio. O adereço, que leva o rosto do presidente do STF, já vendeu 25 mil unidades e desbancou Lula e Dilma.

• Capa preta – Há quem planeje completar a fantasia com a capa preta usada pelos ministros do Supremo.

• Se liberar – O ministro do Turismo, Gastão Vieira, assinou a primeira etapa do Pacto pelo Desenvolvimento do Turismo, que beneficiará 16 unidades da federação com obras de infraestrutura turística.

• A duplicação da CE-040 – O Estado do Ceará tem assegurado o empenho de R$ 38,1 milhões para obras de duplicação, adequação e melhoramento da Rodovia CE-040.

Novo coordenador
O cidadão aí é o jornalista Adriano Muniz. Ele deixa a chefia de redação do telejornalismo do Canal 10 e atende a convite para ser o próximo coordenador de imprensa da Assembleia do Estado. Vai ficar no lugar do também ex-Verdinha, Herman Hess que seguiu na equipe de Roberto Cláudio.

• Sócios da nação – Os senadores gastaram, no ano passado, R$ 21,5 milhões com a verba para divulgação das atividades parlamentares, passagens aéreas, hospedagem, alimentação e consultorias.

• Acima da inflação  – O aumento foi de 13,45%, comparando-se com o ano anterior, quando esses gastos somaram R$ 18,9 milhões. Em ano de eleição municipal, o aumento foi praticamente o dobro da inflação prevista pelo Banco Central para 2012, de 5,71%.

• Senador do ceará – Entre os dez maiores gastadores está o senador eleito pelo Ceará, o piauiense José Pimentel, do PT. Suas despesas somaram R$ 383,7 mil.

• Inácio pisou no freio – O senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), derrotado em Fortaleza, na eleição municipal, não registrou aumento de gastos.  Mas também não disse quanto gastou.

• Fizeram as contas – Em Senador Pompeu, na eleição passada, houve uma terceira via. O senhor Alex foi candidato a prefeito. Teve coisa de quatrocentos e poucos votos, a diferença pro PT ganhar a eleição. A mulher do ex-candidato é a nova secretária de Saúde do município.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter