quinta-feira, 27 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Eu não sou baú de ninguém

Macário Batista

Colunista - Política

terça-feira, 08 de janeiro 2013

Imprimir texto A- A+

• Tem gente com mania de dizer que vida de jornalista é uma beleza, que entra de graça no cinema, que dá carteirada em ônibus, que come de grátis em restaurante pra elogiar a comida e essas coisas todas.

Até andar de avião tem gente que pensa que a gente voa graciosamente. A inocência vem, muitas vezes, cercada de maldade, achando que jornalista é nação de gente cheia de privilégios porque anda por este mundo de meu Deus, pra riba e pra baixo com reis e presidentes.

Né, não! É uma dureza, digo-lhes eu. Escrever notícia é bicho de sete cabeças, muito mais perigoso que bala perdida nas favelas do Rio de Janeiro. Faço isso faz mais de meio século.

Cê escreve uma verdade verdadeira e neguim pensa que cê inventou. Jornalista – eu disse jornalista – sabe, ouve, apura e tasca lá. Quando é bom pra todo mundo, ótimo. Quando é crítica, o mundo desaba. Até enredar pro patrão, tem gente que enreda e quase sempre nega. Mas isso é do mundo e o mundo não perdoa. Aí cê pergunta: onde que qui ele quer chegar? Simples, meu querido único e querido leitor.

Notícia também é ouvir a voz rouca das ruas e dos gabinetes, onde também tem os gargantas-profundas. Então, antes que seja tarde, deixa que eu conte uma: corre solto, em Fortaleza, em Brasília e nos arredores, que Dilma estaria namorando Cid Gomes. Calma! O namoro seria pelo nome do danadíssimo governador do Ceará ser seu vice em 2014.

Será? Isso nem corre mais a boca miúda. Como disse, tá no mundo e, se a gente olhar bem, faz sentido. O desempenho do “cara”, sua postura político-administrativa tem deixado o mais novo dos filhos do meu saudoso Zé Euclides, nas bocas-de-matildes como um potencial candidato ao posto. Seja para tirar o Dudu de Pernambuco da reta, seja para dizer ao PMDB que o PMDB não pode tudo, sempre. Além, é claro, de compor com o Nordeste, onde Cid desponta.

Pra apurar isso, ouvi pra mais de cem viventes, entre políticos, eleitores, especuladores, jornalistas e etc. e coisa e tal. É possível?, andei perguntando. Pois saibam que um mundaréu de gente acredita, bota fé e faz gosto. Tá vendo? Notícia não tem geração espontânea que nem fogo fátuo. Notícia é notícia e pronto. Conversa fiada é outra coisa.

• Medida extrema – Diz que o prefeito Guimarães, de Aquiraz, tomou a primeira grande decisão de sua administração; mandou tirar todos os fotossensores do centro da cidade.

• Huck, governador – O PSDB quer lançar o apresentador Luciano Huck como candidato ao governo do Rio de Janeiro em 2014.

• Fazendo escola – Como este jornal, a Rádio Verdes Mares, AM, poderá mandar um repórter cobrir, com linguagem própria, nossa, um repórter para a posse de Obama, em Washington.

• Ê vidão! – O ex-senador Demóstenes Torres, braço político do bicheiro Carlinhos Cachoeira, jantava, quinta, no Taillevent (um dos restaurantes mais caros de Paris), com duas moças.

• Apagões – Fortaleza, em bairros isolados, tem sofrido, nos últimos dias, alguns rápidos apagões. Coisa de 10,15,20 minutos. No Meireles, então…

• Lixo nela – Desde que perdeu a eleição, em outubro, a ex-prefeita de Paracuru abandonou a cidade. Montanhas de lixo se acumularam.

• Mundiça – Fosse só isso, era fácil limpar. Danado é o desmazelo descoberto na administração, dizem lá.

Vamos morrer de rir?
O vereador Paulo Diógenes (PSD), eleito, no último pleito, contará com mais um humorista para formar sua equipe de assessoria. Além do trabalho de Lailtinho Brega, o humorista terá como assessor parlamentar o ator Ciro Santos.

• Tá no Painel, da Folha – Petistas comemoraram a descoberta de grampos da PF envolvendo o atual diretor da Antaq, Pedro Britto, na Operação Porto Seguro.

• Do psb?!!  – O ex-ministro é da cota do PSB, o que ajudaria a tirar o foco do escândalo do PT.

• Tapa olhos – Toda essa arrumação em torno da posse de Zé Genoino, apenado pelo Mensalão do PT, tem um objetivo: politizar o efeito das sentenças dadas pelo Supremo aos mensaleiros.

• Varredura é bom – Seria interessante se Roberto Cláudio e Gaudêncio Lucena mandassem fazer varredura (literal) nos gabinetes de trabalho. Procurar grampos e escutas nunca é demais.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter