sexta-feira, 20 de setembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

…obedece quem não conhece seus direitos

Macário Batista

Colunista - Política

quinta-feira, 14 de fevereiro 2013

Imprimir texto A- A+

• Depois que o mundo político resolveu cruzar os braços e deixar de editar leis, que deve ser uma de suas principais atividades, a Justiça sentou na cadeira e danou-se a interferir na vida política nacional de forma a ser, hoje, dona absoluta das ações da vida nacional. O julgamento do mensalão que condenou, mas não mandou prender foi o primeiro grande exemplo, sem falar que, de algumas eleições pra cá nada é feito sem que o Judiciário interfira. Onde há juízes graves, sérios e incorruptíveis as coisas funcionam em cima do laço. Claro que, em situações diversas, a política questiona decisões judiciais e o cacete canta, mas há uma nítida fragilização da política. Quer um exemplo? O Ministério Público, no Ceará, anda interferindo em tudo, de Carnaval pra ser feito a dinheiro público a não ser gasto. Danado é que tem juiz que não cumpre decisão do MP e aí a porca torce o rabo. Mas não é bem disso que a gente quer falar. O olhar da coluna busca entender motivos quais a acomodação política, ou dos políticos, que permitiu que se chegasse a tal ponto. Temos aqui mesmo decisões como a de Carlomano Marques que a Assembleia questiona e o TRE insiste em que se cumpra o que ele, TRE mandou que fosse feito. E tem prefeito, vereador e candidatos, que tiveram suas vidas funcionais ceifadas pelo Judiciário e a política deixou passar batido. E tudo vira lei quando Joaquim Barbosa diz: a última palavra de qualquer assunto desta Nação é do Supremo. Piora quando o próprio diz: Neste País, o último a errar ainda será o Supremo. Terminou o Carnaval, todo mundo fez carnaval fazendo ouvidos moucos ao MP. E agora?

• Acordo – A Maersk e a Ceará Portos vão fechar negócio assim que passar a ressaca do Carnaval para a implantação de novos guindastes no Porto do Pecém.

• Assunto antigo – As conversas para que o assunto fosse afinado começaram, no ano passado, quando Luciano Arruda e Francisco Oliveira fizeram os primeiros contatos na Fruit Logística, na Alemanha.

• Ceará carnavalesco – Prefeituras fizeram seus Carnavais em Viçosa, Tianguá, Tauá, coração de uma seca miserável e até em Senador Pompeu, onde povo e gado morrem de fome.
• Aliás… – O blog desta coluna publicou: Senador Pompeu vai torrar R$ 239 mil no Carnaval. A Prefeitura Municipal de Senador Pompeu vai promover um festão ou botar pra quebrar no Carnaval 2013. A prefeitura licitou R$ 239 mil para investir na festança. É a festa da vitória do PT na cidade. O Carnaval vai se chamar “nem aí para a seca”. O recado é para o Palácio da Abolição. Cadê o MP?

• Última hora – Nas beiradas do Carnaval, Roberto Cláudio assinou a nomeação (ufa!) de Domingos Neto, na Secretaria criada pra cuidar da mobilidade urbana da Cidade pras Copas.

Raio cai sobre a
Basílica de São Pedro

O fotógrafo Alessandro di Meo fotografava a Basílica de São Pedro no momento em que caiu o raio, de um céu azul. Um fotógrafo italiano divulgou, na noite desta segunda-feira, a imagem de um raio ao atingir a cúpula da Basílica de São Pedro, no Vaticano, ao final do dia em que Bento XVI anunciou sua renúncia ao cargo de papa. Também foi ouvido um forte trovão. Seria…?

“Em todo o Reino Unido, com uma população de 52 milhões, foram registrados 550 assassinatos, no ano passado. No Ceará, com apenas 8,6 milhões de habitantes, 3.865 pessoas foram vítimas de homicídios”.
Heitor Férrer, fazendo contas

• Pepino – Correu célere, na semana, que Domingos Neto ficaria, na Câmara Federal, podendo melar o desejo do dr. Cid em arrumar a vida de Ilário Marques e assim, o PT zangado.

• Porém… – Uma vez abertos novos canais de conversações, Domingos Neto aquietou-se e até deu declaração de que estava honrado e etc. e coisa e tal.

• Por sinal… – Estaria chegando à Secretaria de Turismo de Fortaleza uma bela verba conseguida ainda ao tempo da mãe do deputado, prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar. Baba nada desprezível.
• estaleiro – Cid Gomes foi ao estaleiro. Arrumou um difruço tão cheio de estalicido que foi impossível ir estar com Dilma, antes do Carnaval, como previsto. Pediu outra data.

• Carnaval é isto – O Carnaval do Congresso Nacional terá 22 dias. A folga, que começou na quinta-feira, dia 7, irá até o dia quando congressistas voltarão ao trabalho.

• Fraternidade – O lançamento da Campanha da Fraternidade será nesta Quarta-feira de Cinzas. Este ano, o tema será: “Fraternidade e Juventude”  e o lema “ Eis-me aqui, envia-me! (Is 6,8).

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter