sexta-feira, 20 de setembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Papocou

Macário Batista

Colunista - Política

segunda-feira, 04 de fevereiro 2013

Imprimir texto A- A+

Nem deu tempo direito sair no DO, da União, o aumento do preço do combustível veicular na refinaria para os postos e a danação da maquinhinha estourou. Foi um papoco que começa no táxi e vai, depressa pras gondolas dos super-mercados. Aumentos sensíveis em coisas básicas, com predominância em alimentos. Um quilo de carne moída a 20 contos, uma lata de refri mais 10%, uma garrafa de água mineral 8% e vai pela aí como se o mundo fosse acabar com os lucros dos empesários. É um drama velho da cultura nacional remarcar pra cima aquilo que sequer foi taxado. Com todo mundo ligado no Carnaval de logo mais, neguim nem sente que a linguiça subiu, o peixe subiu, a cerveja subiu. Quem estiver disposto a conferir é só procurar nos alfarrábios, notas de compras de apenas uma semana e nem precisa ir mais longe, não. São preocupações que chefes de família, pelo menos os que fazem compras pro mês, ou pra semana, sentirão no bolso. O leriado da queda do preço da energia elétrica só se vai sentir se verdadeiro, mês que vem quando a nova conta chegar. Ainda falta mudar de preço, pro alto, uma infinidade de outras despesas que o povo tem no dia-a-dia. Pão, massa de milho, goma pra tapioca, margarina pra passar em pão de pobre, café, feijão de corda, feijão de arranca, tudo isso já subiu e cê não notou porque muito disso aí é no peso. Carioquinha, o pão do cai-duro tá menor e cê não nota porque agora não se paga mais a unidade, mas o quilo. Caldo, o velho e sempre presente caldo pra rebater a cachaça de ontem, também é no quilo. Isso escamoteia antigas práticas e nos leva a pensar que a vida está se modernizando e que tem que ser assim mesmo. Cês vão ver o buraco no bolso depois do Carnaval e mais; quando chegar a Semana Santa que os jornais disserem a novíssima manchete: Não vai faltar peixe, na Semana Santa, é que cê vai ver com quantos tubarões se faz um bacalhau.

• B.O. Um usuário da Cagece que mora na Lagoa Redonda, alegando que foi tungado pela companhia de águas, foi ao Procon da Assembleia, depois à Polícia registrar um BO.

• De 60 pra 2 mil. Acostumado a pagar algo em torno de R$60 reais de água por mês, foi surpreendido com uma conta de R$1.800,00 reais. Pagou a primeira. Na segunda deu parte na polícia. Faz sentido.

• Pernas pro ar. Adail Fontenele, o secretário todo-todo da Infraestrutura do Estado, aproveita que o chefe sai de férias e saiu também. Só volta ao batente dia 14. Ninguém é de ferro.

• Cuidados com a seca. Com medo que a estiagem se alargue, Cir Gomes antecipou a luta pela água pra Fortaleza.Mandou limpar e arrumar o Canal do Trabalhador que o irmão dele fez.

• Sifões novos. Os sifões que ajudam a tirar água do Castanhão pro açude Curral Velho, em Morada Nova e daí pro Eixão das águas foram licitados para uma ampliação.

“Ao que tem alguma coisa, será dado
ainda mais; do que não tem, será tirado
até mesmo o que ele tem”.
Tá no Evangelho (Marcos 4,21-25). Cuidem-se

• E aí? Pimentel fica. A presidenta Dilma comunicou ao senador José Pimentel (PT-CE) que ele permanecerá na liderança do governo no Congresso. A decisão foi levada essa semana pelo líder Wellington Dias (PI) à bancada do PT.

• Recurso em andamento. -Sou inocente. Vou defender minha inocência. Palavras de Carlomano Marques, cassado pelo TRE, em recurso para o TSE.

• Vira-casaca. Incrível a quantidade de petistas-doentes, defensores da candidatura de Elmano que já são Roberto Cláudio desde criancinha. No rádio então…

• Aliás… O que tem deles que elegeu o novo prefeito e a grande maioria dos vereadores da Capital não está no gibi. Gibi; é novíssimo.

• Cem anos do Rei. A Assembleia Legislativa vai realizar, na próxima quinta-feira, show para homenagear o Rei do Baião – Luiz Gonzaga, pela passagem do seu centenário de nascimento.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter