sábado, 21 de setembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Preocupações de um Secretário

Fernando Maia

Colunista - Política

terça-feira, 13 de novembro 2012

Imprimir texto A- A+

Na tarde de ontem, em nosso programa, na Rádio Assunção-AM,  tivemos, mais uma vez, o prazer de uma frutuosa conversa com o titular da Sefaz, professor Mauro Filho. Juntamente com Louro e Tina, além de muitos ouvintes, falamos de tudo: finanças, política, Prefeitura de Fortaleza etc.

Trata-se de um mestre, não só na sua Cátedra na Universidade Federal, como no cargo para o qual foi talhado, de comandar as finanças do  Ceará. Absolutamente seguro no seu mistEr, de firme confiança no que se refere à solidez financeira do Estado, Mauro Filho, com memória prodigiosa, domina os números da sua Pasta, assim como de toda a administração estadual.

Mostra, por exemplo, com cifras e argumentos, o quanto o Ceará cresceu na gestão do governador Cid Gomes, chegando a superar, sob várias aspectos,  até grandes e ricos estados. Para ele, poucos estados foram tão equilibrados em termos de gestão e desenvolvimento o quanto tem sido o Ceará. Apesar disso, ele não esconde a preocupação a respeito de alguns problemas, hoje, enfrentados no âmbito federal.

Como exemplo, a séria ameaça que paira sobre os estados do NE, ante a unificação das alíquotas do ICMS, proposta pelo ministro Mantega, para ele uma afronta ao Pacto Federativo. Se esse absurdo ocorrer, diz ele, o Ceará poderá perder, na melhor das hipóteses, R$ 300 milhões, e na pior, R$ 1,2 bilhão.

Para ele, resta a esperança de que os governadores do Nordeste, unidos, consigam mudar os rumos dessa proposta, que só perdas pode trazer para todos os estados da região que, mesmo majoritária no Congresso, termina neutralizada pelo poderio do Sul-Sudeste.

• Numa boa. Sobre a sucessão, na Mesa Diretora da AL, Mauro Filho diz que esta ocorrerá sem problemas, e dentro do mesmo consenso das legislaturas passadas.

• A propósito…do mesmo tema, especula-se na AL que, permanecendo o impasse entre os deputados Zezinho e José Sarto, aspirantes mais em evidência para suceder Roberto Cláudio, o “tertius” seria Tin Gomes, habilidoso e primo dos Ferreira Gomes.

• Problema…sério a ser encarado pelo governador Cid e prefeito Roberto Cláudio, em relação à Copa-14: dos R$ 27,5 bilhões destinados a obras, apenas 12% sairam do papel.
• Batalha. Os setores mais atrasados são os aeroportos e a mobilidade urbana, o que levará o  deputado Balhmann (PSB) a reunir bancada do Ceará para cobrar a liberação de verbas.

• Liderança. O deputado Danilo Forte (PMDB-CE), apoiador de Henrique Alves para a presidência da Câmara Federal, desponta como favorito para a liderança do partido.

• Prevenção. A destruição, pela torcida do Fortaleza, de parte do Estádio Presidente Vargas,  preocupa deputados e vereadores, ante o que poderá ocorrer com o Castelão…

Já era
É das mais negativas a reação da maioria dos tucanos do Ceará, e por motivos óbvios, ante a notícia de que o derrotado ex-senador Tasso Jereissati estaria sendo cogitado para retornar à presidência nacional do PSDB. Ele não dá mais “ibope”.,. 

• Amor & ódio. Enquanto ganha pontos junto aos estados não produtores, na defesa pelos “royalts” do pré-sal, o governador Cid provoca a ira no Rio e Espírito Santo.

• Frente. A luta contra a redução do FPE, é mais uma frente onde o governador Cid ganha espaço, dada a sua capacidade de liderança em episódios dessa natureza.

• Sem partido? Tem gente temendo que a prefeita Luizianne, ao optar por se diplomar em Filosofia, corre o risco de imitar Maria Luiza e passar a tentar destruir todos os partidos…

• Racha. A imprensa do Sul-Sudeste aponta: mesmo tendo crescido este ano, o PSB nacional pode sofrer grande racha com Cid e Eduardo Campos em posições antagônicas.
• Pendenga. Como era esperado, não demorou a reação do comando nacional PMDB contra a sugestão do governador Cid para que Dilma dê a vice-presidãncia ao PSB-2014.
  
• Só lembrando. Só lembrando: há não muito tempo, o então deputado Ciro Gomes “baixou o pau” no PMDB, gerando pendenga entre o então deputado Michel Temer e os Ferreira Gomes.

• Precioso. O Ipece lançou ontem, minuciosa “radiografia” dos bairros de Fortaleza, valioso para a futura gestão, em matéria de energia, saneamento, moradia, etc.

• Sem lógica. Para o deputado Chico Lopes (PCdoB), não teria lógica o vereador Evaldo Lima, depois de toda a sua luta para se eleger, trocar a sua cadeira pela Secretaria dos Esportes.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter