sábado, 21 de setembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Vergonha (inter)nacional

Fernando Maia

Colunista - Política

quarta-feira, 12 de dezembro 2012

Imprimir texto A- A+

O rebanho do Ceará está sendo dizimado. Quase devastado. Estamos vendo esse espetáculo de horror pela enésima vez. Enésima, porque nem sabemos desde  quando, devido a estiagens, as populações sertanejas são reduzidas a bandos de mendigos – quando não morrem – e os seus animais viram carcaça. Há algumas décadas, quando isso ocorria, não havia salvação, pois, inexistiam políticas de armazenamento de grãos para evitar tais calamidades. Com a criação da Companhia Nacional de Abastecimento – Conab, em 1990, numa fusão com as antigas Cobal e Cibrazem, achou-se que, se rebanhos fossem ameaçados pela falta de água, não ocorreria o mesmo em relação à alimentação, já que, através do Ministério da Agricultura, haveria sempre, como agora, milho suficiente, armazenado para essas emergências. Mas, certas desgraças, quando vêm, não vêm sós. O milho, que antes faltava, sobra nos armazéns da Conab. Só que, como na história do “ferreiro da maldição” (quando não falta ferro, falta carvão), não existe estrutura para transporte desse produto, e se existisse,  faltam estradas. Assim, multiplicam-se os apelos angustiados de produtores e entidades como o Agropacto, vendo a produção se esgotar à falta de alimento para as vacas leiteiras. A verdade é que não se tem notícia de situação tão vergonhosa em países que também enfrentam problemas dessa natureza, e às vezes até mais graves. Carcaças ressequidas, de aninais mortos de sede e fome, são uma péssima “vitrine”, que embaça o brilho do nosso orgulho de brasileiros.

• Vai reformar. Confirmando informação de ontem, coordenador da transição, Eudoro Santana, o prefeito eleito Roberto Cláudio já mostra parte da reforma administrativa a ser feita.

• Como será. Segundo RC, será criada a Secretaria  de Obras e Infraestrutura; a Semam passará à Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente, e o Instituto de Planejamento de Fortaleza-Iplanfor, aprovado no ano passado pela CMF será instalado.

• Por elas. No intuito de ampliar a defesa da mulher contra a violência, o governador Cid anuncia a construção de mais quatro Delegacias Especializadas para esse fim.

• Golpe. Alega o Sindiônibus: o reajuste das passagens se dá porque Fortaleza tem a tarifa mais barata do País. Para o deputado Eudes Xavier (PT), “foi um golpe contra o povo”.

• Readoção. Para a jornalista Adísia Sá, o novo prefeito deve “readotar” praças abandonadas como do Ferreira, dos Leões, Cidade da Criança, Coração de Jesus, da Estação e outras.

• Mais força. A entrada em cena da Dra. Socorro França, na batalha antidrogas, é a certeza de que será um grande reforço na salvação e ressocialização de milhares de jovens.

Aliviando
Em meio ao desespero dos criadores e produtores de leite do Ceará, o titular da Secretaria do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, assegura, para hoje, 12, a disponibilização de quatro toneladas de milho nos armazéns da Conab.

• Será. Analistas da sucessão da CMF, veem na súbita preferência da prefeita Luizianne pelo vereador Walter Cavalcante, vingança contra o PSB dos Ferreira Gomes…

• A confirmar. Outro aspecto, a ser confirmado, é se tem fundamento que essa posição da prefeita  e seus aliados teria como preço a não realização de “devassa” na gestão da PMF.
 
• Bondades. Na visão do governador Cid, ao abrir mão do IPI, o governo prejudica outros estados, enquanto protege as empresas automobilísticas do Sul-Sudeste.

• Engrossando. Engrossa a guerra pela derrubada do veto ao rateio dos “royalts”, com a bancada federal cearense vigilante, coordenada pelo deputado Antonio Balhmann (PSB).

• Reforçando. Para orientar a bancada federal do Ceará nessa luta, viajou rumo a Brasília secretário Mauro Filho, que exporá, em detalhes, os malefícios desse veto.

• Bloqueio. Como era esperado, unuem-se os governos do RJ, ES e SP, que mobilizam suas bancadas para tentar obstruir a votação do veto de Dilma.

• Na coordenação…dessas manobras para prejudicar 24 estados, encontra-se o “bonitinho, mas ordinário” senador carioca “cara pintada” Lindbergh Farias, do PT.

Imoralidade
O PT, segundo o deputado Fernando Hugo (PSDB), perde a compostura, ao exigir dos seus filiados um “mensalinho” para cobrir os custos do “mensalao”.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter