domingo, 25 de agosto de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Agropecuária: BNB aplicou R$ 330 milhões no Ceará até o mês de julho

terça-feira, 13 de agosto 2019

Imprimir texto A- A+

Até julho de 2019, o Banco do Nordeste já aplicou R$ 330 milhões na agropecuária cearense – no ano passado, foram R$ 538 milhões. Segundo o superintendente estadual do banco, Rodrigo Bourbon Nava de Oliveira, a expectativa é que as aplicações deste ano superem a 10% em relação ao ano passado. Ele anunciou um novo projeto BNB Agro Inovação, que permite o produtor adquirir drones, antenas para conexão à internet, energia limpa entre outros equipamentos.

Bourbon apresentou, na semana passada, no Pacto de Cooperação da Agropecuária Cearense (Agropacto) – promovido pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (Faec), os resultados sobre atuação do Banco do Nordeste no Ceará, e sobre o Plano Safra 2019. Através de uma parceria com a CNA (Confederação Nacional da Indústria) e Federações do Nordeste, o BNB iniciou, no Ceará, uma capacitação de projetistas, de dois para 21 dias, e técnicos de diversos sindicatos rurais, que irão trabalhar com projetos voltados para o agronegócio.

Fortalecimento
O superintendente disse que o BNB vem fortalecendo, cada vez mais, as cadeias produtivas, atuando de maneira intensiva no financiamento do mini, pequeno e médio produtor rural. “Em números, temos 2018 com R$ 530 milhões destinados aqui no Ceará para o agronegócio, dos quais R$ 309 milhões destinadas a metodologia do Agroamigo – metodologia essa que abarca o antigo Pronaf”. “É importante ter um crédito produtivo, orientado. O banco está cada vez mais inserido nesse contexto do desenvolvimento regional”, destacou.
Bourbon destacou, como novidade, o lançamento do Programa de Desenvolvimento Territorial (Prodeter), que também visa fortalecer esse crédito orientado, atuando junto as cadeiras produtivas vocacionais do Estado, “e parceiros como a Faec, Senar, CNA, são de suma importância para o desenvolvimento dessa ação do banco”.

Oferta
O banco tem recursos orçados em torno de R$ 3,5 bilhões envolvendo todos os setores, dos quais parte disso vai ser destinado ao agronegócio para atender a demanda do Plano Safra. A agências do banco, no Ceará, estão atuando de acordo com a demanda que vai chegando, então o orçamento é aberto. “Estamos no momento de discutir o orçamento de 2020, mas para este ano já investimos pouco mais de R$ 300 milhões, o que nos leva a crer que vamos ter um incremento de 10% em relação aos valores aplicados em 2018”, ressaltou o superintendente.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter