domingo, 21 de abril de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Exportações cearenses têm alta de 32,2% em janeiro

terça-feira, 12 de fevereiro 2019

Imprimir texto A- A+

O Ceará mantém o bom desempenho no comércio internacional. O primeiro mês de 2019 foi o melhor da história em termos de volume exportado, segundo o estudo Ceará em Comex, elaborado pelo Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec). O Estado vendeu ao exterior US$ 238,6 milhões, valor 32,2% superior ao mesmo mês de 2018. As importações também registraram evolução, porém menos significativa, saindo de US$ 195,1 milhões em janeiro do ano passado, para US$ 206,1 milhões em 2019. O saldo da balança comercial do Estado, em janeiro, ficou superavitário em US$ 32,5 milhões, sendo a primeira vez desde 2009.

O aumento significativo das exportações este ano é ainda mais notável quando comparado com 2015. Nesse caso, o crescimento foi de 139,7%, quando o Ceará exportou US$ 99,5 milhões. Já em relação às importações, a conclusão é inversa. Nos mesmos cinco anos, houve uma redução de 68,1%. Outra informação revelada pelo levantamento do CIN é que no mês passado o Ceará se manteve como o terceiro maior exportador do Nordeste, atrás apenas dos estados da Bahia e do Maranhão.

• Participação
Do total exportado pela região, 16,78% provém do Ceará. O estudo destaca que essa participação é a maior já registrada para o período. Do mesmo modo, a participação nas exportações nacionais também subiu para 1,28% em 2019. Nota-se que, dos 15 maiores estados exportadores do Brasil, o Ceará foi o terceiro que mais cresceu do ano passado para cá. A análise sobre as principais cidades exportadoras do Ceará revelou que Caucaia e Uruburetama foram os municípios que mais aumentaram suas vendas ao exterior no comparativo de janeiro de 2018 e o mesmo mês de 2019.
Caucaia, quarta maior do Estado, saltou de pouco mais de US$ 1 milhão, para US$ 11,7 milhões, crescendo mais de 700% nesse intervalo, e Uruburetama registrou um crescimento de US$ 1,7 milhão para US$ 3,7 milhões, avanço de 118,8%. São Gonçalo do Amarante, cidade-sede da maior empresa exportadora do Ceará, mantém a liderança da lista, com US$ 139,7 milhões e ocupa a 25ª posição no ranking nacional de municípios exportadores, que conta com mais de 1.500 cidades. Além delas, cidades como Sobral, com US$ 29,3 milhões e Fortaleza com US$ 13,9 milhões, vêm em seguida e registraram crescimentos de 59,1% e 10,5%, respectivamente.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter