sábado, 17 de agosto de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

PecNordeste: inscrições de trabalhos vão até março

segunda-feira, 11 de fevereiro 2019

Imprimir texto A- A+

A grande novidade do Pecnordeste 2019 no campo científico será a apresentação de trabalhos, nas diversas áreas relacionadas à temática central do evento: “Tecnologia e Inovação para uma Pecuária competitiva”. Os trabalhos podem envolver os oito segmentos da cadeia produtiva da pecuária: apicultura, aquicultura e pesca, avicultura, bovinocultura, caprinovinocultura, suinocultura, equinocultura e alimentação animal. Todos os trabalhos selecionados serão apresentados em forma de pôsters pelos autores durante o Seminário, que se realizará entre os dias 13 a 15 de junho, no Centro de Eventos do Ceará (CEC), uma promoção do Sistema Faec/Senar/Sebrae-CÊ.

As normas para redação já estão no site do evento (www.pecnordestefaec.org.br), e uma das exigências é de que o autor do trabalho não pode fugir da temática central do evento e nem subdividir os temas e deverá comprovar sua inscrição no Seminário Nordestino de Pecuária . Cada autor só poderá inscrever 01 (hum) trabalho. A entrega deverá ocorrer até o dia 30 de março, diretamente via site -menu trabalhos científicos. O resultado dos trabalhos classificados será divulgado também no site do evento, no dia 15 de maio de 2019.

O coordenador dos Trabalhos Científicos, o médico veterinário Emerson Pinto – que é também professor do Curso de Zootecnia da Uva, produtor rural, filho de produtor, vice-presidente da Regional Norte da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (Faec) e presidente do Sindicato Rural de Coreaú –, fala da importância do PecNordeste e da apresentação dos trabalhos científicos. “O Seminário Nordestino de Pecuária é um evento técnico-científico da maior importância promovido há 23 anos, com resultados importantes tanto na capacitação dos produtores rurais, como na geração de conhecimentos e no emprego de novas tecnologias”, destaca Emerson Pinto. “Será um momento especial para a cadeia produtiva do agronegócio da pecuária, principalmente a pecuária de leite, que apesar de todas as adversidades climáticas dos últimos cinco anos, colocou o Ceará no ranking de segundo maior produtor de leite no Nordeste”, acrescentou.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter