sábado, 21 de julho de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Bombom com sal e cerveja? Conheça os chocolates mais estranhos do mundo

terça-feira, 26 de dezembro 2017

Imprimir texto A- A+

Esqueça o tradicional chocolate ao leite! A última tendência mundial é misturar o cacau com o máximo de ingredientes inusitados possível. Vale de tudo, desde bacon, sal marinho, feijão, até orquídea, azeite e leite de camela. Veja algumas versões.

Bacon Defumado

Divulgação

Em 2008, na Inglaterra, foi lançado o primeiro lote de barras de chocolates com sabor de toucinho de porco. E adivinhem só: esgotou-se em 48 horas. Hoje, vendida por cerca de R$ 27, a iguaria de 85 gramas se chama “Mo’s Bacon Bar” e, segundo a fabricante, a butique americana Vosges Haut-Chocolat, tem cerca de 60% de proteína animal e madeira de macieira e 40% de cacau. Infelizmente o Brasil ainda não está na lista de lugares onde a loja faz entrega.

Leite de Camela

Reprodução

Um sabor de chocolate como esse só poderia ser comercializado no Oriente Médio, onde os camelos são tão comuns que sua carne e seu leite são consumidos como os de vaca. Em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, uma caixa com até nove bombons pode ser encontrada nas prateleiras de shoppings e no Duty Free do aeroporto local, por cerca de R$ 60. Os vendedores afirmam que o sabor do doce é levemente salgado, porém muito nutritivo e pouco gorduroso.

Pasta de amendoim com banana

Reprodução

Lançado em 2007 como uma edição especial, esse chocolate da marca americana Reese’s prestou uma homenagem aos 30 anos da morte do cantor Elvis Presley, que adorava sanduíche com pasta de amendoim misturada com bananas fatiadas e chocolate. Até pouco tempo, na Amazon.com, era possível encontrar o doce à venda. Quem experimentou afirma ser delicioso, mas não indicado para pouco antes de dormir por conta do fator energético.

Cereais e frutos silvestres

Divulgação

Logo quando foi criada, em 1825, a marca de chocolates Milka passou a produzir barras com ingredientes já familiares e bem aceitos pelo paladar das pessoas, como avelãs, nozes, cacau e leite. Porém, com o passar dos anos, e principalmente após ser comprada pela empresa americana Mondelez, em 1990, novos tipos com sabores pouco conhecidos começaram a surgir nas prateleiras. Entre eles, flocos de milho, laranja, ameixa silvestre e até sabugueiro (“elderberry”), um fruto usado como remédio para caxumba.

Sal Marinho

Reprodução

Guarde bem o nome desse ingrediente: flor de sal, uma fina camada de cristal de cloreto de sódio que fica boiando na superfície do mar. Com ela, os tradicionais chocolates belgas têm se reinventado, ficando levemente mais crocantes e salgados, impulsionando as vendas de gigantes do setor, como as marcas Lindt, Guirardelli e Cachet. A novidade parece nova e estranha, mas, segundo os registros históricos, até a civilização maia já apreciava cacau salgadinho antes da chegada dos europeus à América.

Abóbora, cenoura e gengibre

Divulgação

Não só de confeitos recheados de chocolate ao leite e amendoim vivem o M&M’s. Aqui no Brasil, o público está mais acostumado com essas duas versões fixas de sabores, mas, nos Estados Unidos, existem cerca de 20 tipos, porém sempre lançados em datas especiais ou edições limitadas. Os mais cobiçados são os de café, menta, arroz crocante, torta de abóbora (em comemoração ao Dia das Bruxas), biscoito de gengibre (comum na época do Natal), bolos de cenoura e “red velvet” (este último também conhecido por bolo veludo vermelho).

Batata-doce, feijão e queijo

Divulgação

No Japão, os chocolates Kit Kat fazem tanto sucesso que, em 2014, a Nestlé, detentora da marca, abriu em Tóquio uma loja exclusiva só para vendê-los. Por lá, as variantes do “Kitto Katsu”, como se popularizou o doce em japonês, já receberam mais de 200 tipos de sabores. As barrinhas mais disputadas são as de queijo, batata-doce, cheesecake de morango, feijão e wasabi (condimento oriental picante).

Especiarias, flores e vinho

Divulgação

A cidade de Londres, na Inglaterra, é conhecida por promover todos os anos, em outubro, a Semana do Chocolate. Entre as marcas participantes mais renomadas e que sempre surpreendem pela inovação em sabores estão a Charbonnel et Walker, que faz um bombom com óleos extraídos de rosas e violetas, um dos prediletos da rainha Elizabeth, e a L´Artisan du Chocolat, que oferece sabores exóticos como banana com tomilho, tabaco, orquídea e vinho.

Cerveja

Divulgação

Além de vinho, a cerveja é outro tipo de bebida alcoólica que, misturada a bombons e trufas de chocolate, está conquistando cada vez mais clientes ao redor do mundo. Entre os sabores mais procurados estão os de caramelo de cerveja preta forte, tipo “staut”, além de India Pale Ale –uma versão banhada em bastante lúpulo. Ideal para presentear aquele amigo ou amiga cervejeiro.

Azeite

Divulgação

Para a maioria das pessoas, a combinação do óleo extraído de azeitonas com cacau é, no mínimo, inusitada. Não para o chef de cozinha americano Thomas Keller, que dedicou seu tempo nos últimos cinco anos em fundir o sabor desses dois ingredientes tão diferentes para elaborar um chocolate premium, rico em antioxidantes e benéfico para a saúde. O mimo, exclusivo da marca K+M, é produzido com cacau importado da ilha de Madagascar, na África, e vendido em barra por cerca de R$ 50.

Fonte: UOL

Mais conteúdo sobre:

bacon chocolate Bombom

outros destaques >>

Facebook

Twitter