28 C°

sábado, 16 de dezembro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Heineken compra Brasil Kirin, dona da Nova Schin, por R$ 2,2 bilhões

segunda-feira, 13 de Fevereiro 2017

Imprimir texto A- A+

cabeça gastronauta 1

Reprodução

Reprodução

A cervejaria holandesa Heineken anunciou nesta segunda-feira (13) que firmou acordo com a empresa japonesa Kirin para compra da Brasil Kirin, em uma transação que tornará a Heineken a segunda maior fabricante de cervejas do Brasil.

A Heineken informou que pagará US$ 1,09 bilhão (R$ 2,2 bilhões) pela Brasil Kirin, incluindo dívidas. A intenção da empresa holandesa é aumentar ainda mais a sua presença no mercado brasileiro, fortalecer seu portfólio de marcas e ganhar “escala significativa para impulsionar crescimento futuro”, segundo o comunicado da cervejaria.

Com a conclusão do negócio, a Heineken terá uma participação no mercado brasileiro de quase 19%. A empresa holandesa já tem cinco cervejarias no Brasil, depois de comprar em 2010 os negócios de cerveja da mexicana FEMSA.

KIRIN

O acordo marca a saída da Kirin do Brasil. Em 2011, o grupo japonês pagou cerca de US$ 3,9 bilhões por 12 cervejarias, inclusive a Nova Schin, que custou US$ 2,65 bilhões.

A Kirin disse que os riscos brasileiros e o competitivo segmento de cervejas e refrigerantes no país eram “limitações” para tornar a Brasil Kirin rentável. De acordo com a empresa, a unidade brasileira teve prejuízo operacional de R$ 284 milhões no ano passado.

A aquisição, que ainda precisa ser aprovada por órgãos reguladores, deve ser concluída na primeira metade do ano.

Fonte: Folhapress

outros destaques >>

Facebook

Twitter