32 C°

domingo, 17 de dezembro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Peru, chester, tender: quais as diferenças e como preparar cada um

quarta-feira, 06 de dezembro 2017

Imprimir texto A- A+

Eles são as estrelas da ceia, parte da cesta de Natal e donos de amplos espaços nas gôndolas dos supermercados. Mas para não acabar se atrapalhando no preparo, é importante compreender as características de cada um dos ingredientes – e como deixá-los ainda mais saborosos.

Peru

Ele é a ave símbolo das festas – e pode ser complicado para preparar, por causa de seu tamanho. Não é preciso ter pânico, apenas preparar uma estratégia. Para garantir sucesso na ceia, descongele a ave na geladeira um ou dois dias antes do preparo. Para assar, considere primeiro o peso e depois se ele vai ser recheado ou não – em média, costuma-se calcular pelo menos uma hora para cada quilo de carne.

Para garantir peito macio e carne saborosa, não esqueça de ir regando a ave com a marinada de tempos em tempos (se acabou o líquido, apele para a água). Para saber se está pronto para servir, confie mais na sua faca de cozinha do que no termômetro que, em geral, vem pregado na ave: espete a lâmina na parte mais grossa da coxa e verifique a cor do líquido que escorrer. Se estiver transparente, já está pronto para servir. Mas, se estiver rosado, deve voltar para o forno.

Chester

Ele não é um peru reduzido, nem um animal mítico, mas sim o resultado do cruzamento de várias espécies de frango. O nome vem de “chest”, peito em inglês – bastante compreensível, já que 70% do animal é composto por peito e coxa. Como o nome é marca registrada, outras marcas usam como sinônimos a expressão “aves natalinas” para a venda.

Como toda ave, o chester demanda cuidado na hora de assar para não ficar ressecada: deixar a ave marinando antes de assar é uma medida para deixá-la mais suculenta, assim como recheá-la com farofa antes de levar ao forno (Clique aqui para ver uma receita). Assim como o peru, ele em geral já é vendido com tempero – lavá-lo em água corrente antes de preparar pode remover um pouco do sabor “de fábrica”.

Tender

É o nome comercial de um presunto preparado a partir do pernil de porco defumado – a denominação vinha do slogan para vender o produto nos Estados Unidos, “tender made ham” (presunto feito com carinho). Em geral, ele é vendido desossado e pré-cozido, demandando apenas uma marinada – em geral, feita com ingredientes como melado de cana (clique aqui para ver uma receita), suco de laranja com mel, vinho branco com especiarias, mostarda com gim ou vodca, ou ainda suco de maracujá.

Para assá-lo cubra com papel-alumínio. Depois que estiver assado, retire o papel e coloque a carne no forno novamente para dourar, regando com a marinada escolhida. Servi-lo com farofa e frutas em calda já é uma tradição, mas o ingrediente também combina bem com geleias de frutas vermelhas (sim!) ou com batatas assadas

Fonte: UOL

Mais conteúdo sobre:

Natal Peru Chester Tender

outros destaques >>

Facebook

Twitter