sábado, 21 de setembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Vinho na cara? Saiba como lidar com o estresse nas festas de fim de ano

sexta-feira, 11 de dezembro 2015

Imprimir texto A- A+

vinho-por-onde-comecar

Apesar de muito esperadas, as confraternizações de fim de ano exigem um pouco de cautela para evitar constrangimentos e arrependimentos desnecessários na família, entre colegas de empresa ou mesmo com amigos mais próximo.

Em tempos de tantos radicalismos, comentários ofensivos, perguntas indiscretas, brincadeiras de mau gosto e exagerar na bebida são atitudes a serem evitadas para manter a harmonia e não estragar a festa.

Na última quarta-feira (9) o clima esquentou entre a ministra da Agricultura, Kátia Abreu (PMDB) e o senador José Serra (PSDB-SP)  em um jantar na casa do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), em Brasília. Na ocasião, o senador teria feito uma brincadeira com a ministra e ela teria jogado uma taça de vinho no rosto de Serra.

Para que situações como essa não ocorram nas suas festas, o UOL ouviu especialistas sobre como lidar com o estresse sem perder a amizade.

Discussões apimentadas sobre política, religião, futebol e afins devem sair do roteiro para evitar rompimentos com pessoas de quem gostamos, mas às vezes discordamos.

“O bom senso é sempre primordial nessas ocasiões. As pessoas precisam saber que as festas de fim de ano não têm o intuito de resolver todos incômodos ocorridos ao longo do ano. Mesmo que somente a família esteja presente, os problemas devem ser resolvidos em ocasiões e locais adequados”,diz a psicanalista Cristianne Vilaça Alexandrino.

Os assuntos comentados e que viram polêmica nas redes também devem ser deixados de lado. “Não dá para expor uma mágoa por causa de um comentário na rede social em um momento desses. O ideal é resolver pela própria rede social e não esperar que todos concordem em tudo. O que a pessoa expôs na rede diz respeito a ela e você não precisa concordar. Porém, se achar melhor resolver pessoalmente, espere o momento e o local adequados”, afirma.

Apesar de ser o momento de extravasar, brincar e confraternizar, o psicólogo e especialista em terapia comportamental Yuri Busin ressalta que o respeito ao próximo deve ser mantido para não estragar o ambiente. Por isso, uma das dicas é não exagerar na bebida.

Segundo ele, para evitar constrangimentos nessas ocasiões é preciso que a pessoa seja sempre assertiva. “Estresse e divergência são comuns no nosso dia a dia. Por isso, é preciso deixar claro o que você gosta e o que não gosta. Seja transparente, sem ser grosseiro e mal-educado. Se você não gosta de determinados comentários, apenas diga, sem ofender”, diz Busin.

Veja 7 dicas para evitar o barraco nas festas

– Não crie polêmicas: discussões apimentadas sobre política, religião, futebol e afins podem ficar para outro dia;
– Tenha bom senso: festas de fim de ano não foram planejadas para expor rivalidades e mágoas;
– Tente não falar sobre problemas e doenças: evite deixar as pessoas tristes e preocupadas;
– Beba com moderação: o álcool em excesso pode levar a situações constrangedoras
–  Seja sempre assertivo: quando você é transparente, a pessoa já sabe do que você gosta e do que você não gosta;
– Respeite o outro: antes de fazer comentários e brincadeiras de mau gosto, coloque-se no lugar da outra pessoa.

Fonte: UOL

Mais conteúdo sobre:

Festas Vinho Fim de Ano

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter