segunda-feira, 25 de março de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Netflix testa recurso de pagamento e pode desviar das taxas da Apple

quinta-feira, 23 de agosto 2018

Imprimir texto A- A+

A Netflix, plataforma de streaming de filmes, séries e outras produções, realiza testes que podem alterar o método de pagamento via Apple, que permite aos assinantes pagarem o serviço pelo iTunes, aplicação de música e vídeos do iPhone e do iPad.

De acordo com reportagem divulgada nesta quinta-feira (22) pelo TechCrunch, é possível que usuários da Netflix em mercados da Europa, Ásia e América Latina percebam mudanças até 30 de setembro e não possam mais realizar o pagamento mensal pelo iTunes.

Em vez disso, serão direcionados à versão móvel do site para registrar os detalhes do pagamento diretamente com a empresa.

A razão é simples: a Apple, empresa mais valiosa do mundo, abocanha 30% no primeiro ano de assinatura de usuários que pagam por seus canais.

Em 2016, em resposta à reação dos desenvolvedores de aplicativos, a gigante americana ajustou suas taxas para 15% após o primeiro ano.

Reprodução

O teste da Netflix é realizado desde junho e abrange 33 países, incluindo o Brasil. Segundo o site americano, há duas formas de novos clientes se inscreverem no serviço usando dispositivos iOS, que é sistema operacional da Apple: apenas com o modo de pagamento do iTunes ou por meio do navegador móvel.

A provável mudança nos meios de pagamento ocorre junto aos testes de anúncios publicitários que a empresa coloca entre episódios de séries.

Aliado a investimento pesado em marketing e em conteúdos próprios, a Netflix se prepara para a entrada de novos competidores além da Amazon no mercado de streaming, como Disney e WallMart.
Por meio de assessoria, a Netflix deixa claro que não descontinuou nenhum serviço da Apple, que os testes não têm relação com a parceria e que o objetivo é “melhorar a experiência do usuário”.

“Estamos constantemente inovando e testando novas abordagens de assinatura em plataformas diferentes para entender as preferências de nossos membros. Com base no que aprendemos, trabalhamos para melhorar a experiência de todos os membros com a Netflix”, informou em nota.

Em maio deste ano, a Netflix, com seus 130 milhões de usuários, ultrapassou o valor de mercado da Disney e da Comcast, maior operadora de TV a cabo no mundo.

Fonte: Folhapress

Mais conteúdo sobre:

Netflix Apple

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter