28 C°

domingo, 23 de julho de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Alerta “hermano” para violência em Foz do Iguaçu recebe resposta “do bem”

quinta-feira, 13 de julho 2017

Imprimir texto A- A+

Um panfleto distribuído entre turistas argentinos que passam por Foz do Iguaçu promete deixar a rivalidade Brasil x Argentina ainda mais acirrada. Segundo um jornal de Puerto Iguazú – que faz parte da Tríplice Fronteira com a cidade brasileira e Ciudad del Leste, no Paraguai -, o aviso viralizou nas redes sociais.

Reprodução

“Foz do Iguaçu é a cidade mais violenta do Brasil. Tenha muito cuidado ao viajar com caminhonete ou carro mais caros. Os argentinos são assaltados em plena luz do dia em estacionamentos, shoppings, mercados, etc…Não existe qualquer segurança. Cuide da sua vida”.

Imagem: Reprodução/La Voz de Cataratas

O aviso chegou ao lado de cá da fronteira e causou, obviamente, um enorme mal-estar. Mas para uma empresa de turismo receptivo da região, a melhor resposta foi muito humor, como mostra o post a seguir:

Em entrevista ao jornal argentino, o Secretário de Turismo, Indústria e Comércio, Gilmar Piolla, afirmou que a criminalidade teve redução nos últimos cinco anos, assim como a taxa de homicídio, que caiu 18%.

Apesar de apresentar altas taxas de criminalidade, Foz do Iguaçú não é a cidade mais violenta do país. Segundo o Atlas da Violência 2017, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), a cidade, que já esteve entre as 15 cidades mais violentas do país, proporcionalmente em número de homicídios por habitantes, hoje ocupa a 107° lugar.

Fonte: UOL

Mais conteúdo sobre:

Assalto Foz do Iguaçu

outros destaques >>

Facebook

Twitter