32 C°

domingo, 17 de dezembro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Pesquisa e atenção a promoções ajudam turistas a viajar no fim de ano

quarta-feira, 15 de novembro 2017

Imprimir texto A- A+

Já é novembro, mas ainda dá tempo de fazer uma viagem no fim do ano. Aqueles dias de folga no Natal e no Ano-Novo são os mais concorridos, mas com algumas dicas, é possível gastar o menos possível. Basta ficar atento às oportunidades.

Prefeitura Municipal de Gramado

“É preciso encarar o fato de que essa é a época mais concorrida do ano, mas as agências fazem saldões a todo momento”, conta Viviane Pio, gerente de vendas da CVC. Nessa hora, é preciso estar pronto para aderir à promoção, antes que as vagas se esgotem.

Há pacotes já prontos, que podem se adquiridos, mas também é possível pensar em novos destinos. “O brasileiro quer praia no verão. Esse é o desejo da maioria dos nossos clientes, por isso a região Nordeste fica tão cara. Eu tento sugerir que as pessoas inovem um pouco e conheçam Gramado, no Rio Grande do Sul, por exemplo”, lembra Viviane.

A cidade gaúcha tem como roteiro o Natal Luz. “A maioria das pessoas só se lembra de Gramado como opção de passeio para o inverno, mas com o Natal Luz, a região ganhou adeptos também nessa época”, defende Nubia Prado, consultora de viagem e proprietária Fly World Mooca (www.flyworld.com/mooca). O Natal Luz tem desfiles, shows e espetáculos de teatro e dança.

O mais difícil é convencer uma família com crianças a não ir para a praia. “Nesse caso, há a opção também dos resorts em capitais sem praia. Todo lazer estará lá, com piscina e áreas para a diversão”, lembra Viviane. Cruzeiros também são uma boa ideia. “Nos navios, tudo fica reunido. Tem opções para todas as idades, piscina, recreação e, ao comprar o pacote completo, o turista pode parcelar e ficar sem gastos durante a viagem”, lembra Nubia.

Outra sugestão para quem deseja economizar e ainda viajar neste ano é abrir mão de alguns desejos. “Se o cliente liga pedindo um valor que caiba no bolso, nós podemos dizer o que há de opções.

Nem sempre será possível ter o melhor pacote para o lugar que a pessoa deseja, mas sugestões não faltarão”, conta Danilo Missono, CEO da Yamato Travel (www.yt.tur.br), empresa que monta pacotes personalizados. “Nós contratamos transporte, hospedagem, aluguel de carro e o que mais for preciso para que a pessoa faça sua viagem”, completa Missono.

É possível, no entanto, pensar em algumas estratégias, segundo Viviane. “Uma cliente tinha o sonho de visitar Foz do Iguaçu, no Paraná, e ficar em um hotel cinco estrelas. Para não pesar no orçamento, ela se hospedou em um hotel mais em conta nos dias com mais atividades e visita às cataratas. Depois, ela tirou três dias só para curtir os serviços do hotel cinco estrelas”, sugere Viviane.

Fonte: Folha Press

outros destaques >>

Facebook

Twitter