sábado, 23 de março de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Rio deixará de ter voos diretos para Nova York e Orlando a partir de abril

quarta-feira, 09 de janeiro 2019

Imprimir texto A- A+

As companhias aéreas Delta e American Airlines não vão mais voar do aeroporto Galeão, no Rio de Janeiro, para Nova York a partir de março.

Como são as únicas empresas que fazem a rota direta entre a capital carioca e a cidade americana, o Rio deixará de ter a ligação sem escalas.

Orlando, popular entre os brasileiros por seus parques temáticos, também não terá mais ligação direta com o Rio. A única empresa que opera a rota hoje é a Latam, que deixará de realizá-la em 1º de abril.

A Latam também já operou voos diretos entre o Rio e Nova York, mas eles foram cancelados em julho de 2017, quando foi iniciada a rota direta para Orlando.

Reprodução

O voo da American Airlines para Nova York, que era regular e diário, passará a ser sazonal, operando apenas na alta temporada, com data para início e término das operações. Os sete voos semanais serão interrompidos após 30 de março e retomados apenas em dezembro. A companhia seguirá com seus voos diários do Galeão para Miami.

“As frequências das rotas serão reavaliadas no fim do ano levando em consideração as novas condições e previsões para o mercado brasileiro”, disse a American em nota, afirmando que está otimista quanto a recuperação da demanda e o retorno da rota regular no futuro.

Os voos da Delta eram sazonais desde que a empresa começou a operar do Rio para Nova York, em dezembro de 2017.

Até 9 de março a companhia vai manter os sete voos semanais para a cidade americana. Depois disso, a frequência será reduzida para cinco voos por semana até o dia 30 de março, quando a rota será interrompida. Segundo a empresa, a programação da próxima temporada de inverno do hemisfério Norte, no final deste ano, ainda não foi divulgada.

A RIOgaleão, concessionária que administra o aeroporto, afirma que, apesar da decisão de cancelar os voos, a rota da American Airlines para Nova York teve ocupação de 89% em dezembro de 2018, contra 70% no mesmo mês em 2017.

Segundo dados da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), 62,6 mil passageiros embarcaram do Rio para Nova York entre janeiro e novembro 2018, alta de 12,3% sobre o mesmo período de 2017.

A RIOgaleão afirmou que acredita que os voos para Nova York vão retornar em breve, com a “retomada da economia do país e do estado do Rio de Janeiro”.

Além de Orlando, a Latam também vai deixar de voar diretamente do Rio para Miami. A rota continuará existindo porque também é operada pela American Airlines.

A partir de 16 de fevereiro, o voo do Galeão para Orlando passará a acontecer quatro vezes por semana em vez de cinco, enquanto o voo para Miami terá redução de sete para quatro vezes na semana.

de abril, os dois destinos não serão mais atendidos pela empresa a partir do Rio. A Latam afirma que já está em contato com os passageiros dos voos impactos pelas alterações, para que possam reprogramar suas viagens, sem custos.

A atuação internacional da companhia a partir do Rio ficará concentrada na América do Sul, com voos para Santiago, Buenos Aires, Lima e Montevidéu.

O aeroporto do Galeão seguirá ligando o Rio às cidades americanas de Miami, Houston e Atlanta.

Atualizado por Natasha Ribeiro
online@oestadoce.com.br
Fonte: Folhapress

Mais conteúdo sobre:

Rio Nova York Voos diretos

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter