26 C°

domingo, 26 de março de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Clique Ciência: Por que não dá para ler e ouvir ao mesmo tempo?

sexta-feira, 24 de fevereiro 2017

Imprimir texto A- A+
Reprodução

Reprodução

Você coloca o fone de ouvido, liga o som e abre um livro para ler. Enquanto vai passando as páginas, suas músicas preferidas não param de tocar. Mas será que você consegue prestar atenção nas duas coisas ao mesmo tempo? Depende.

Para entender melhor, vamos pensar em dois cenários. No primeiro deles, o livro em questão é de matemática e você está às vésperas de uma prova importante. A matéria é complicada, cheia de regras, fórmulas e variáveis. Sua atenção está totalmente focada neste conteúdo dificílimo e que exige bastante energia. A música de fundo continua tocando, mas você, muito provavelmente, não vai saber nem se é um rock ou algo do estilo clássico.

Isso acontece porque a audição e a visão (leitura) são processadas pela mesma região do seu cérebro. Ou seja, existe ‘espaço’ só para uma delas de cada vez.

É por isso, por exemplo, que se você estiver andando de metrô e totalmente envolvido com a leitura de um romance, corre sérios riscos de não ouvir a chamada da sua estação do metrô e perder a parada – e só se dar conta disso quando desviar a atenção das páginas.

Essa condição foi chamada de “surdez por desatenção” em um estudo publicado no periódico internacional Journal of Neurosciencie. A teoria dos pesquisadores era de que o cérebro teria dificuldades em fazer alguma outra atividade se já estivesse muito concentrado em algo visual (uma leitura, por exemplo).

Depois de uma série de testes, eles confirmaram que a “surdez por desatenção” ocorre porque, de fato, a audição e a visão (leitura) compartilham um mesmo mecanismo de processamento neural.

Os dois podem funcionar, um pouco
Agora imagine um segundo cenário. O livro, na verdade, é uma revista que você folheia sem muita atenção. Nos fones, toca uma música a qual você também não tem muito interesse. Nesse caso, é possível até prestar alguma atenção nas duas coisas. Você tem consciência do que está tocando, pode até cantar se souber a letra de cor, e também consegue acompanhar as informações que vão aparecendo nas páginas da revista.

Vez ou outra, pode até revezar (inconscientemente) sua atenção entre o que lê e a música.

Mas no momento em que se deparar com uma matéria ou um trecho que exija atenção, você terá que parar de cantar e “de ouvir” a música. Só assim conseguirá ler com consciência. “Surgiu uma novidade que exige atenção, tem competição na via de processamento do cérebro”, reforça Anghinah.

Fonte: UOL

Mais conteúdo sobre:

Ciência Saúde

outros destaques >>

Facebook

Twitter