26 C°

domingo, 26 de março de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Quase 60% das mulheres deixam de realizar exames preventivos

terça-feira, 07 de março 2017

Imprimir texto A- A+
Reprodução/Drauzio Varella

Reprodução/Drauzio Varella

Instrumentos de fundamental importância para a detecção precoce de inúmeras doenças, entre elas o câncer de colo do útero, o exame preventivo ginecológico e a mamografia, ainda são ignorados por milhares de mulheres. No Dia Internacional da Mulher (8 de Março), a Bradesco Saúde alerta para o percentual de mulheres que deixam de realizar anualmente exame preventivo ginecológico. No último ano, 58,64% das mulheres não realizaram o exame, que é popularmente chamado de Papanicolau, em 12 meses, de acordo com levantamento do Comitê de Saúde da seguradora. O percentual cai um pouco (43,06%), quando o período avaliado é de 24 meses passados.

Outro dado alarmante é o de mulheres que deixam de fazer a mamografia. No último ano, 51,46% das mulheres acima de 40 anos não realizaram a mamografia em 12 meses, conforme protocolo recomendado pela Sociedade Brasileira de Mastologia. Em 24 meses, o percentual cai para 38,75%. O universo da pesquisa envolve 2,2 milhões de segurados que fazem parte das empresas que possuem o Comitê de Saúde. O câncer de mama é o principal causador de morte na população feminina. De acordo com estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca), cerca de 58 mil casos da doença foram diagnosticados no Brasil em 2016. Ainda segundo o Instituto, mais de 16 mil novos casos do câncer de colo de útero foram descobertos no ano passado no país.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Mais conteúdo sobre:

exames preventivos mulher Saúde

outros destaques >>

Facebook

Twitter