quarta-feira, 19 de setembro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Estética Masculina: Estratégia dos inteligentes!

Bosco Nunes -Auge

Colunista - Viver

sexta-feira, 25 de maio 2018

Imprimir texto A- A+

Fala meus amigos. Tudo bem? Tudo em ordem? Não sei se vocês sabem, mas associados ao meu trabalho em Qualidade de Vida no Auge tenho como fortes aliados os Tratamento Estéticos. E, nesse post, o assunto é justamente esse… mas com uma questão específica: ESTÉTICA MASCULINA.

Já sabemos que cada vez mais o macharal vem realizando procedimentos estéticos, mas, por incrível que pareça, o assunto ainda é tabu para alguns homens e, acreditem, mulheres.

Então, o que leva um homem a se cuidar? Quais são os cuidados estéticos masculinos? Qual a opinião dos homens que se cuidam?

Dessa vez, para não fazer um texto em que só eu expresso opinião, entrevistei diversos camaradas, entre amigos e clientes, para saber suas percepções sobre o assunto.

E posso dizer que gostei do que ouvi! Seguem alguns dos depoimentos e, claro, minha opinião lá no final (Sim. Sou esse tipo de cara).

“O cuidado estético é essencial no meu dia-a-dia. Seja para ter uma boa aparência ao me apresentar para os clientes, bem como eleva a autoestima, o que consequentemente reflete em uma maior segurança na hora de uma audiência ou diligência junto aos juízes e desembargadores. Uma barba bem feita, um bom corte de cabelo e manter-se em forma para um melhor caimento do terno fazem toda a diferença na hora de uma apresentação, transmitindo mais comprometimento, dedicação e zelo na luta pelo direito do cliente.”

Emanuel Ribeiro Lima, 32 anos, advogado.

Eu não deveria falar nada agora, mas percebam que o Meu camarada Emanuel citou, entre outras, duas questões muito importantes: desempenho profissional e autoconfiança. Mas depois a gente fala sobre isso. Vamos ao próximo depoimento…

“Devido à minha rotina de estudar e trabalhar infelizmente não tiro muito tempo para ter algum tipo de cuidado mais específico. Entretanto, no meu cotidiano, uso sempre protetor solar quando saio de casa e durante o dia todo (o fato de eu andar de moto torna esse cuidado essencial). Além disso sempre vou ao Cabeleireiro, mas somente para cortar o cabelo, não faço outros tratamentos, apesar de usar gel capilar praticamente todos os dias, não abro mão.

Ao final do dia, quando eu lembro 😅, uso um adstringente para limpar minha pele, pois já que possuo barba e as vezes tenho contato direto com as obras da empresa minha pele precisa de algo para auxiliar na limpeza.

Pra mim é muito importante o ganho relacionado à saúde. Minha família tem histórico de câncer de pele então acredito que eu esteja evitando algo pior no futuro usando protetor solar, por exemplo.

Me sinto esteticamente muito bem quando tenho qualquer desses cuidados, a autoestima se eleva e tenho mais confiança em mim mesmo. Isso interfere diretamente nas minhas relações interpessoais e na minha postura diante as pessoas.”

Luan Lopes, 26 anos e 90% engenheiro civil (vem logo colação de grau).

O Luan mitou e trouxe à tona os cuidados em casa (home cares) e citou bem a questão de tratamentos estéticos estarem ligados também à prevenção e promoção da saúde. Eu tô quase achando que não precisarei falar mais nada ao final disso tudo! Continua lendo que tem mais mito falando! Dessa vez, dois dentistas:

“Interferem me dando mais conforto com meu corpo, melhorando minha autoestima e, além disso, sinto que estou “envelhecendo” bem! Cuidados estéticos na medida certa, trazem maior bem-estar.”

                                                             Anderson Marques, 30 anos, Dentista.

“Alguns anos atrás eu não era nem um pouco ligado à estética e era bem preguiçoso em relação a isso. Porém com o passar da idade e amadurecimento, comecei a perceber que a estética era uma aliada e que não tinha problema de inseri-la na minha vida (mas confesso que ainda tenho preguiça e de me dedicar a muitos cuidados). Acredito que, com todo mundo, os cuidados vão vindo com a idade. Estar bem apresentável no trabalho, no convívio social é necessário e, querendo ou não, a estética é algo que nos faz bem, eleva autoestima e massageia o nosso ego. Como trabalho com estética, além de precisar ter uma boa plastia, entendi que a estética vai além da aparência. Estética é saúde! Pois se você não está satisfeito com sua estética, vai estar sempre incomodado, com vergonha de sua aparência, das pessoas. O que atrapalha sua segurança na área pessoal e profissional. Claro que o exagero da estética também não é algo sadio, equilibro sempre é a chave de tudo.”

Douglas Pardim, 26 anos, Dentista.       

Valeu Dr. Anderson por citar a questão do envelhecer bem, afinal a gente não fica jovem pra sempre e precisa pensar em como quer estar nos próximos estágios de vida. E como disse o Dr. Douglas, existem os cuidados que se tornam necessários com o tempo. Bom também é ver que esses dois profissionais, que atuam também com estética (melhorando a vida das pessoas), encaram a estética como saúde e, nos lembram que a dose certa dos tratamentos é que nos traz os benefícios. Ou seja, vamos fugir do exagero.

É bacana, então, saber que a busca pela saúde também passa pela estética. Ambos são aliados e isso faz parte dos benefícios da sociedade moderna. É bem como diz o Virgílio…

“A chegada do homem moderno, não está ligada tão somente a um corte de cabelo, a uma roupa ajustada e de qualidade e a um acessório, mas também com os cuidados estéticos mais complexos! Profissionalmente, pode ajudar a projetar uma carreira a patamares cada vez maiores. Para mim, traz um poder de confiança.”

Virgilio Firmeza, 30 anos, Contador e Empresário.

Pronto! Falamos no novo perfil de homem que surge adaptado à uma realidade totalmente diferente. Que está inserido em uma sociedade que atrela boa imagem pessoal ao sucesso nos relacionamentos e no âmbito profissional, contribuindo para maiores conquistas.

“Lado positivo: melhora autoestima, temos mais saúde, mas disposição.

Lado negativo: temos que ter tempo para cuidar da gente, muitos cuidados não são baratos, a cobrança interna aumenta.”

Marcos Caracas, 46 anos, Engenheiro Civil.

Com a propriedade de quem entende do assunto, essa fala traz pra gente uma questão bastante válida que ainda não havia sido citada: os custos de se cuidar. De fato, essa questão é muito válida e, para algumas pessoas chega a inviabilizar certos cuidados. Então, faz-se necessário avaliar a relação custo benefício. Será que vale a pena? O cuidado estético é um gasto ou um investimento? (Obrigado pela reflexão, Marcos. Agora já sei no que vou pensar pelos próximos dias…meses, talvez).

Para chegarmos a uma conclusão, acho que as três falas seguintes ajudarão bastante…

“Acredito que interfira na minha autoestima e me deixa mais seguro.”

José Ximenes, 25 anos, Nutricionista.

“Influencia diretamente na minha autoestima. Na minha profissão, se eu tô com a autoestima elevada, até as piadas saem com mais graça.”

Xxxxxxxx, 27 anos, Humorista.

“Eu não me cuido muito. Mas o pouco que me cuido me faz sentir mais seguro para falar com as pessoas, até porque sou muito tímido, e noto que as pessoas são mais receptivas quando estou mais apresentável, além de me sentir melhor comigo mesmo.”

Mário Chaves, 36 anos, Programador.

Autoestima que te deixa mais seguro e influencia no rendimento profissional?! Preciso falar mais alguma coisa? Gente, até a piada do “Xxxxxxxx” sai mais engraçada! Você leva alegria pro seu trabalho ou se apaga atrás da insegurança e da timidez?

E se você quer logo saber minha opinião, segura mais um pouco, pois o mais jovem dos entrevistados falou algo que encerra a sessão depoimentos com chave de ouro!

“Eu me sinto muito bem quando vou fazer algo relacionado à estética (hidratar o cabelo, limpezas de pele etc.), porque você além de estar cuidando de si mesmo fisicamente, também cuida do seu psicológico, melhorando a autoestima e até o humor no cotidiano.”

Andrey Luiz Mendes, 17 anos, Assistente Financeiro e Estudante.

Os tais cuidados estéticos não são apenas caprichos que tratam do externo; Mas formas de melhorar o psicológico. Tá tudo integrado! É por isso que cuidando do corpo a gente também cuida da mente!

Então, cuidados estéticos masculinos são ferramentas que devem fazer parte das melhores estratégias quando o assunto é alcançar sucesso, saúde e bem-estar. Digo mais, cuidados estéticos são ferramentas para homens inteligentes; e, se você tem uma ferramenta disponível, use-a!

Afinal, como diria um amigo, cuide da sua imagem pessoal, pois inteligência não é a primeira coisa que se vê!

Espero, mais uma vez, que esse texto traga algo positivo para sua vida e, acima de tudo, um melhor entendimento sobre o assunto. Preferi não falar sobre preconceito, tipos de procedimentos nem nada disso. Afinal, preconceito não é atitude inteligente e o tipo de tratamento deve ser pensado de acordo com a necessidade de cada um.

Para quem ainda duvida, posso citar uma série de exemplos de como consegui melhorar o rendimento e a qualidade de vida de clientes meus com o auxílio dos tratamentos estéticos.

Abraços e gratidão!

Quaisquer dúvidas ou sugestões de pautas:

Insta: @bosconunes ou @augelife

Whatsapp: 85 98809.9922

E-mail: [email protected]

 

outros destaques >>

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter