32 C°

domingo, 17 de dezembro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Coutinho faz três em show do Liverpool pela Champions

quinta-feira, 07 de dezembro 2017

Imprimir texto A- A+

O Liverpool está de volta ao mata-mata da Liga dos Campeões após nove anos. O time inglês atropelou o Spartak Moscou por 7 a 0, em Anfield, e se garantiu na primeira colocação do grupo E. O grande destaque foi Philippe Coutinho, com três gols, enquanto Roberto Firmino contribuiu com um gol e uma assistência. O senegalês Mané fez outros dois, e o egípcio Salah fechou o placar.

Com a vitória, o Liverpool fechou a fase de grupos com 12 pontos. O segundo colocado, que também avançou às oitavas de final, foi o Sevilla, que empatou com o esloveno Maribor por 1 a 1 nesta quarta, com gol de Ganso, e ficou com nove pontos. Já o Spartak, em terceiro com seis pontos, foi para a Liga Europa, enquanto o Maribor ficou na lanterna, com três.

Show do Couto
Os Reds precisaram de 18 minutos para construir uma ótima vantagem. Sobrando em campo, a equipe de Jürgen Klopp se segurou bem quando o Spartak chegou no primeiro tempo, e abriu o placar aos três minutos. Dzhikiya derrubou Salah dentro da área e o árbitro assinalou a penalidade. Coutinho foi para a cobrança e bateu do lado oposto do goleiro Selikhov.

O brasileiro, capitão do time na partida, ainda deixou mais um aos 14, em bela jogada pela direita. E foi em mais uma falha dos visitantes que saiu o terceiro gol. Após erro na saída de bola, Mané puxou o contra-ataque, a defesa afastou mal e Firmino bateu com categoria para marcar aos 18 minutos.
O que aconteceu no primeiro tempo se repetiu no segundo. Com um minuto de jogo e a facilidade para chegar ao ataque, Milner recebeu na linha de fundo e fez um cruzamento perfeito para Mané dar um voleio espetacular e marcar o quarto. Coutinho ainda aproveitou a avenida deixada pela defesa adversária para fazer o seu terceiro no jogo. Mané e Salah ainda fecharam a conta no final do confronto. Esta foi a primeira vez na temporada que todo quarteto de ataque do Liverpool marcou em um mesmo jogo.

City vai mal e perde para “brasileiro” Shakhtar
Diante de um Manchester City misto e parecendo estar pouco empolgado com a partida, o Shakhtar Donestk venceu por 2 a 1 e se classificou para as oitavas de final da Liga dos Campeões. O resultado saiu graças a dois brasileiros: Bernard e Ismaily balançaram as redes de Ederson, que falhou no segundo gol ucraniano. O resultado levou o Shakhtar aos 12 pontos. Na outra partida do grupo, o Napoli foi derrotado pelo já eliminado Feyenoord e terminou com apenas seis pontos, na terceira colocação – a equipe italiana irá para a Liga Europa. O Manchester City fechou a fase de grupos na liderança da chave F, com 15 pontos.

Já garantido como líder, o Manchester City entrou com um time recheado de reservas e um esquema de três zagueiros, com Fernandinho de capitão e compondo a primeira linha defensiva. As principais atrações ficaram por conta de Gabriel Jesus como referência e o jovem Foden, destaque da seleção inglesa sub-17 (campeã do mundo), como ala.

Os Citizens encontraram dificuldade para confirmar o seu tradicional ritmo intenso. Na primeira etapa, a bola praticamente não deu alô a Jesus. Do outro lado, os ucranianos estavam sedentos em busca do triunfo e ratificação da vaga. E eles foram alimentados. Aos 25 minutos, Marlos fez linda jogada e achou Bernard, que, aberto na ponta esquerda, acertou um belíssimo chute, cruzado e no alto: caixa.

A partir daí diferente do esperado, o City ficou acuado, e o Donetsk aproveitou para seguir golpeando. Mais uma vez com participação de Marlos, que enfiou uma bola com precisão fantástica, o time mandante foi à rede com outra marca – e falha – de brasileiro. O lateral-esquerdo Ismaily acreditou até o fim e, graças a uma saída atrapalhada de Ederson, fora da área, só empurrou para ampliar.

Por falar em brasileiros, Fred, Taison e Gabriel Jesus tiveram boas chances de fazer para as suas respectivas equipes, mas não tiveram sucesso na reta final do primeiro tempo. Na segunda etapa, a equipe de Guardiola esboçou uma reação. Quando o 2 a 0 já parecia consolidado, Sergio Agüero saiu do banco e, de pênalti, sofrido por Jesus nos últimos minutos, descontou.

outros destaques >>

Facebook

Twitter