30 C°

sexta-feira, 17 de novembro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Diego Alves treina nas férias e acerta com o Fla por vaga na Copa do Mundo

segunda-feira, 17 de julho 2017

Imprimir texto A- A+

Laser, bola de pilates, corda elástica. Os objetos fizeram parte das férias do goleiro Diego Alves, 32, que retornou ao futebol brasileiro após dez anos na Europa e acertou com o Flamengo.

Ele deverá ser anunciado como novo reforço do clube carioca nesta terça-feira (18) assim que terminar os exames médicos. O Valencia, ex-time do goleiro, já confirmou a transferência após a equipe rubro-negra desembolsar aproximadamente R$ 1 milhão.

O goleiro preferiu voltar ao país para ficar mais próximo de Tite de olho em uma vaga na Copa do Mundo da Rússia. Ele foi convocado para jogos amistosos por ex-técnicos da seleção como Dunga, Mano Menezes e Luiz Felipe Scolari, mas ficou fora da lista final dos Mundiais da África do Sul e do Brasil.

Com o objetivo de disputar sua primeira Copa do Mundo, Diego Alves aproveitou as férias para descansar e também manter a forma física. No período de junho e julho, contratou o preparador de goleiros Leandro Franco para treinar em Ribeirão Preto, onde mora sua família. No local, ele possui um campo de futebol.

“O Diego sempre gostou de treinar. Ele se cuida muito e sempre se preocupou em fazer trabalhos à parte. Ele fez trabalhos à parte antes dos amistosos da seleção contra a Argentina e a Austrália e agora no mês de julho”, disse Franco em entrevista à reportagem.

O preparador de goleiros, que também fez trabalhos pessoais com Gabriel, ex-Cruzeiro e atualmente no Milan, e Rafael, ex-Santos e hoje no Napoli, faz um treinamento diferenciado. Ele utiliza um laser com a intenção de treinar o reflexo, a velocidade de reação do goleiro.

“O goleiro em uma partida de futebol precisa tomar uma decisão rápida. O trabalho com o laser tem essa finalidade. Após ter o estímulo visual, o goleiro tem que reagir o mais rápido possível com os membros simulando uma defesa. Tem que ter concentração total”, explicou Leandro Franco, que desenvolveu o treinamento após ver um piloto de F-1 tentando memorizar os botões do volante.

“O piloto ficava na frente do painel com as luzes apagadas. Ele só apertava o botão quando acendia a luz indicada. Esse treino é importante para a velocidade de reação, o reflexo. No começo, os goleiros erram muito porque é necessário pensar e agir com rapidez. Com o passar do tempo, eles evoluem a velocidade de raciocínio”.

O laser é apenas um dos objetos usados por Franco em seus treinos específicos para goleiros. Ele usa a bola de pilates com o intuito do arqueiro travar uma finalização.
“O objetivo é que o goleiro diminua o espaço do finalizador. Usamos também a bola de pilates para evitar uma lesão porque o movimento é repetido várias vezes”, disse ele, que ainda usa uma corda elástica para o goleiro fazer um trabalho de resistência.

Nas férias, Diego também treinou reposição de bola, uma de suas principais características. Ele precisava acertar os alvos feitos por Franco e colocados em uma tela em um campo montado na sua casa em Ribeirão Preto.

Além do campo de futebol em dimensões menores, Diego tem um espaço de areia, piscina aquecida e uma academia em sua casa para realizar treinamentos.

Fonte: Folhapress

Mais conteúdo sobre:

Flamengo Copa do Mundo Diego Alves

outros destaques >>

Facebook

Twitter