segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Ederson marca e garante liderança ao Leão do Pici

segunda-feira, 11 de fevereiro 2019

Imprimir texto A- A+

O Fortaleza conquistou mais uma vitória na segunda fase do Campeonato Cearense ao derrotar o Guarany de Sobral pelo placar de 1 a 0, em partida realizada no Estádio do Junco. O único gol do duelo foi marcado por Ederson, aos nove minutos do primeiro tempo.

Mais de 5.700 torcedores compareceram no duelo, que terminou com uma renda de R$ 117.750,00. O valor será doado para as famílias das vítimas do incêndio que culminou com a morte de 10 jogadores da base do Flamengo. O Guarany perdeu dentro de campo, mas acabou ganhando fora dele.

Com o resultado, o Fortaleza disparou na liderança, com seis pontos, abrindo três do Ceará, que entra em campo na quarta-feira para enfrentar o vice-lanterna Horizonte, este ainda não pontuou nesta segunda-fase. Em terceiro, aparece o Ferroviário, com três. O Ferrão pega o lanterna Floresta na terça-feira, às 21h, no Domingão. Apesar da derrota, o Guarany segue em quarto, na zona de classificação, com três.

O jogo
O Tricolor de Aço teve um ótimo desempenho em Sobral, talvez a melhor partida – do aspecto coletivo – da equipe na atual temporada. O time de Rogério Ceni esteve muito bem postado, organizado, dominando as ações e impedindo o adversário de ter progressão no campo de ataque. O Guarasol pouco incomodou o goleiro Felipe Alves, com exceção de um arremate do experiente centroavante Alexandro, já nos minutos finais da partida.

Ederson foi o nome do gol leonino no Junco. Após cruzamento de Carlinhos, pelo lado esquerdo, o camisa 91 aproveitou a oportunidade e mostrou o oportunismo que lhe peculiar, empurrando de primeira para as redes sobralenses. A partir do tento, logo no início do confronto, o jogo se tornou estratégico, com o Fortaleza demonstrando mais volume de jogo, principalmente no setor de meio-campo, travando as jogadas de articulação e impedindo que Alexandro e Waldison (que já atuou pelo clube do Pici) fossem municiados.

O domínio sobre o Bugre, no entanto, não se traduziu em mais oportunidades claras de gol. Dionantan, goleiro rubro-negro, teve boa participação e trabalhou bastante. Restando pouco menos de 20 minutos para o apito final, o Tricolor ficou com um homem a mais em campo, porém, mesmo assim, a vantagem numérica não se traduziu em mais elasticidade no placar. Quem apareceu foi Alexandro, que obrigou Felipe Alves a fazer grande intervenção e evitar o que seria o gol de empate do Cacique do Vale. No fim, quebra de invencibilidade do time do técnico Oliveira Canindé.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter