30 C°

sexta-feira, 20 de outubro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Montanhista cearense, Rosier Alexandre, enfrenta fase mais decisiva da expedição

terça-feira, 17 de maio 2016

Imprimir texto A- A+

O montanhista Rosier Alexandre está enfentando a fase mais decisiva da expedição, rumo ao cume do Monte Everest. Nos últimos dias, fimou acampamento a 6.400 metros de altitude, no chamado Campo Base Avançado, de onde partiria diretamente ao topo da montanha. No entanto, o clima frio e as ventanias típicas da Face Norte do Everest têm dificultado sua escalada, atrasando, em alguns dias, as próximas etapas.

Além da melhoria das condições climáticas, Rosier está à espera dos guias chineses, responsáveis pela instalação das cordas fixas até o cume. Em contato recente, Rosier relatou que a ventania está dificultando a instalação das cordas, que só foram concluídas até o 3º Acampamento Avançado.

IMG_2572

Segue relato na íntegra:

“Olá, amigos, aqui quem fala é Rosier Alexandre!

Estou falando da encosta do Everest. Neste momento, eu estou no ABC, o Campo Base Avançado, a 6.400 metros de altitude. Temos duas esperas: primeiro, uma janela de tempo boa, pois estes dias não estão colaborando. Na última noite, tivemos muito vento e, hoje pela manhã, estávamos planejando subir, mas, no cume, tinha muito vento, nós conseguíamos ver a neve levantando. Então, sem condições. Temos outra espera, que é esperar que os guias chineses, os responsáveis pela colocação das cordas fixas até o cume, concluam esta etapa. Até então, eles só fizeram até o Campo 3. Do Campo 3 ao cume, ainda não temos cordas, e precisamos esperar um tempo bom, para que eles façam isso.”

Atualizado por Daniel Negreiros
negreiros@oestadoce.com.br
Fonte: Ass. de Imprensa

outros destaques >>

Facebook

Twitter