sexta-feira, 22 de março de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Na bronca, Juninho valoriza bom momento no Alvinegro

terça-feira, 12 de março 2019

Imprimir texto A- A+

Tudo igual no clássico que marcou o centenário da maior rivalidade estadual – e uma das maiores do Brasil. Embora tenham feito um duelo digno de Série A, os treinadores Lisca e Rogério Ceni seguem sem vitória em Clássico-Rei. Um novo encontro está marcado para o próximo domingo, esse válido pela 6ª rodada da Copa do Nordeste. Uma nova oportunidade de fazer a festa da torcida e superar o arquirrival.

Entretanto, enquanto o Fortaleza seguirá sem compromissos durante a semana antes de voltar a medir forças com o lado alvinegro da Capital, o Ceará terá um páreo duro amanhã, pela Copa do Brasil. Ninguém menos que o Corinthians, atual vice-campeão da competição mais democrática do País, na Arena Castelão.

Vale vaga

Não há tempo para lamentar as inúmeras chances de gol desperdiçadas no clássico. A vida do Vozão na Copa do Brasil depende do confronto desta quarta-feira. A queda no torneio elevaria a pressão em Porangabuçu e, de quebra, faria os cofres alvinegros deixarem de ficar um pouco mais polpudos – já que cada avanço de fase representa importantes premiações financeiras a cada clube. Ou seja, motivação e interesses não faltam ao Mais Querido.

Tecnicamente, Lisca terá apenas um treinamento para montar a equipe que entrará em campo amanhã. Isto porque o elenco se reapresentou ontem e os atletas que participaram do empate diante do Tricolor de Aço fizeram apenas o tradicional trabalho de regeneração física. Os demais foram a campo no período da tarde, em Carlos de Alencar Pinto. A programação dá conta de uma atividade envolvendo todos os atletas disponíveis na tarde de hoje.

Na bronca

Embora tenha sido um dos melhores em campo – e certamente um dos atletas mais regulares na temporada até aqui –, o volante Juninho se mostrou incomodado com as críticas ao seu futebol, desde que chegou ao clube. Dono de uma força exemplar no meio-campo, além de ótima condição quando se arrisca a atacar, o jogador aproveitou a coletiva para mostrar descontentamento com reclamações pontuais. O recado foi direto.

“Apareci mais, com mais chances no ataque, aí o Juninho fica em evidência. Eu venho sendo regular, só que quando eu erro parece que ganha um peso diferente. Muitos erram e passam despercebidos, mas quando sou eu, aí, todo mundo aponta: foi o Juninho quem errou. Eu erro, mas eu participo do jogo os 90 minutos e minha margem de acerto é de mais de 90%, meus passes são para frente, quebrando linha, tentando achar os companheiros de ataque. Aí, eu erro e me crucificam, criticado. Eu respeito, mas não concordo. Quem me acompanha no dia a dia sabe que o Juninho é trabalho, dedicação e respeito com todos, mesmo em dias ruins”, desabafou o camisa 20.

Sobre o compromisso diante do Timão, o volante afirmou conhecer boa parte do elenco adversário e que é preciso estar preparado para enfrentar essa mini-maratona de decisões. “É hora de pensar no Corinthians, tenho certeza que o professor Lisca vai passar os detalhes sobre eles, conhecemos os jogadores que lá estão, muitos são remanescentes de equipe do ano passado, quando jogamos duas vezes contra, sabemos as características da maioria dos jogadores. É uma semana decisiva para nós, três grandes partidas seguidamente. Então é estarmos preparados para todos os confrontos, treinar bem, focar, descansar, concentrar para que todos estejam prontos”, explicou.

A partir desta terceira fase, a Copa do Brasil volta a contar com duelos em ida e volta. Portanto, Ceará e Corinthians voltarão a se enfrentar, só que dessa vez no Itaquerão, casa corintiana. Para Juninho, o foco precisa ser o mesmo. “A gente busca, desde o ano passado, vencer todas as partidas, independentemente do adversário e do local do jogo, vamos entrar em campo sempre com o mesmo objetivo. Respeitamos o Corinthians, um clube de grande tradição, elenco forte, mas nós defenderemos nosso prato de comida, e faremos grandes jogos. Agora, para vencer é preciso fazer por onde, não podemos esquecer”, completou.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter