28 C°

segunda-feira, 20 de novembro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Segue o plano: seis academias de CrossFit, em Fortaleza, são autuadas

Designada como “Operação Cross”, a fiscalização resultou na autuação de seis academia na capital cearense

Daniel Negreiros

Colunista - Notícias

terça-feira, 24 de outubro 2017

Imprimir texto A- A+

A equipe do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (DECON) do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), apresentou, no dia 20, um Relatório de Fiscalização realizada nos boxes de CrossFit, durante os dias 19 e 20 deste mês, em Fortaleza.

A Assessoria Jurídica da Secretaria-Executiva do DECON, ressalta que a referida fiscalização é inovadora, pois esse ramo de atividade comercial vem crescendo consideravelmente em todo o Estado do Ceará. Além disso, requer uma atenção diferenciada, uma vez que há necessidade da presença de profissional de educação física para auxiliar os alunos.

De acordo com o DECON, a “Operação Cross” resultou na autuação de seis estabelecimentos em razão de diferentes irregularidades. Ainda segundo o DECON, as referidas academias estão em desconformidade com a documentação necessária para o devido funcionamento, a exemplo da não apresentação de Certificado de Conformidade do Corpo de Bombeiros; não apresentação de exemplar do Código de Defesa do Consumidor – CDC e Livro de Reclamações; não apresentação de Alvará de Funcionamento e de Registro Sanitário.

As academias notificadas foram:

E & E Complexo Esportivo Ltda – ME “CrossFit Gurkha

Metcon Fitness Ltda. “Porão CrossFit

F2 Fitness Ltda – ME “CrossFit Aldeota

Zero 85 Fitness Serviços em Atividades “CrossFit 085

Sirius Sports Prep. Física Eventos Ltda. “Cangaço

Tríade Academia Ltda – ME “CrossFit Tríade”.

DECON autua seis academias de CrossFit

DECON autua seis academias de CrossFit. Foto: Ilustração

O que dizem as academias:

Crossfit Gurkha
Não houve irregularidade com o estabelecimento. Registro dos profissionais de edução física, alvarás, livro de reclamações, alvará de funcionamento e registro sanitário. Tudo está em ordem. O Decon pediu um relatório de Conformidade do Corpo de Bombeiros que também já foi providenciado. Inclusive, sou plenamente de acordo com a fiscalização e penso que realmente tem que acontecer“, informou Edmilson Nascimento – Proprietário.

Porão CrossFit
Faltava apenas o livro Código de Defesa de Consumidor e o caderno de reclamações, que já foram providenciados“, informou João Iran – Proprietário.

CrossFit Aldeota
A academia sempre teve [e temos] toda a documentação que a fiscalização solicitou. Mas não houve oportunidade de apresentação devido a passagem rápida da Operação. Será apresentado.“, informou Fred Guedes – Proprietário.

CrossFit 085
Havia ausência do livro de reclamações e o Certificado de Conformidade dos Bombeiros. Os mesmos já foram solicitados“, informou Neilson Nogueira – Proprietário.
“Acreditamos que houve uma desproporção no modo como foi noticiado. A CrossFit 085 sempre atendeu legislação estadual vigente”, informou Felipe Baima – Advogado.

Crossfit Cangaço
Faltava um livro de reclamações de consumidor. Já foi providenciado“, informou Tiago Pressão – Proprietário.

CrossFit Tríade

A reportagem não conseguiu contato com esta academia até o momento desta publicação.

 

Mais conteúdo sobre:

decon Crossfit

outros destaques >>

Facebook

Twitter