29 C°

terça-feira, 23 de Janeiro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Seul quer seleção feminina de hóquei unificada com o Norte na Olimpíada

sexta-feira, 12 de Janeiro 2018

Imprimir texto A- A+

Gazeta do Povo

Após o acordo entre Seul e Pyongyang para garantir a participação norte-coreana na Olimpíada de Inverno, os dois países agora debatem a criação de uma seleção unificada para disputar o torneio feminino de hóquei no gelo na competição.

A ideia foi divulgada nesta sexta-feira (12) pelo vice-ministro de Cultura, Esporte e Turismo da Coreia do Sul. Roh Tae-kang defendeu a ideia em uma entrevista à agência de notícias local Yonhap.

Segundo ele, o governo sul-coreano apresentou a proposta de um time unificado durante a reunião entre representantes dos dois países que aconteceu na terça (9), na qual o Norte se comprometeu a participar dos Jogos Olímpicos.

O encontro marcou o primeiro diálogo oficial entre os países desde dezembro de 2015.

A Olimpíada acontecerá entre 9 e 25 de fevereiro em PyeongChang, na Coreia do Sul.

Logo após o encontro, Seul sugeriu publicamente que as duas Coreias desfilassem unificadas na cerimônia de abertura, como já ocorreu em outras vezes, mas não mencionou a proposta de unificar as seleções de hóquei.

Pyongyang ainda não respondeu se vai desfilar ao lado dos sul-coreanos ou se aceita a criação do time unificado.

A Coreia do Norte tem dois atletas classificados para disputar a competição, a dupla de patinadores Ryom Tae-ok e Kim Ju-sik, mas outros atletas podem ser convidados pelo COI (Comitê Olímpico Internacional).

Caso a proposta seja aceita pelo Norte, a seleção unificada será mais um gesto simbólico na reaproximação recente entre os países, que começou a tomar forma no dia 1º, quando o ditador Kim Jong-un manifestou em discurso a vontade que seu país participasse dos Jogos Olímpicos.

O governo sul-coreano respondeu na sequência elogiando a ideia e propondo a reunião da última terça.

Também nesta sexta, o governo sul-coreano propôs uma nova rodada de conversas com os norte-coreanos para a segunda (15). O objetivo do encontro seria acertar os detalhes da participação do Norte nos Jogos Olímpicos.

HÓQUEI

Apesar da importância simbólica de uma seleção unificada, nenhum dos dois países tem tradição no hóquei no gelo feminino.

As norte-coreanas ocupam atualmente a 25ª posição no ranking mundial (que tem 38 seleções) e disputam o equivalente a terceira divisão mundial.

Já as sul-coreanas estão em 22ª na mesma lista e conquistaram em 2017 o acesso para disputar a segunda divisão.

Nenhuma das duas seleções já disputou a primeira divisão, equivalente ao mundial da categoria, ou já participou dos Jogos Olímpicos -na edição de 2018, a Coreia do Sul recebeu uma vaga automática por ser o país-sede.

As principais forças da modalidade são os Estados Unidos, líder do ranking, e o Canadá, atual tetracampeão olímpico.

Fonte: Folha Press

Mais conteúdo sobre:

Seul Pyongyang Olimpíada de Inverno seleção feminina de hóquei

outros destaques >>

Facebook

Twitter