domingo, 16 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Bingo clandestino e galpão com peças de caça-níqueis é fechado

sexta-feira, 07 de junho 2019

Imprimir texto A- A+

A Polícia Civil, por meio de uma investigação do 2º Distrito Policial e com apoio técnico do Departamento de Inteligência Policial (DIP), fechou dois imóveis nos quais funcionavam um bingo clandestino e um galpão onde eram armazenadas peças de máquinas caça-níqueis em Fortaleza. A operação policial foi deflagrada nos bairros Aldeota e Aerolândia. Duas pessoas foram conduzidas para prestar depoimento na delegacia. Ao todo, 54 máquinas caça-níqueis foram apreendidas.
Os levantamentos policiais e denúncias anônimas levaram os policiais civis a localizar os dois alvos da ação contra a prática ilegal de jogos de azar na Capital. O primeiro alvo foi um galpão localizado na Rua Coronel Melo, na Aerolândia. Dentro do espaço, foram encontrados 13 monitores, 53 placas eletrônicas, 21 placas-mães e outras peças de máquinas caça-níqueis. A Polícia Civil investiga se o local era utilizado para realizar a manutenção dos equipamentos.
O segundo alvo era uma residência de luxo, situada na Rua Tomás Rodrigues, no bairro Aldeota. Conforme a Polícia Civil, o local servia para recepcionar os clientes que gastavam dinheiro utilizando as máquinas caça-níqueis, possivelmente adulteradas, para impossibilitar o ganho real dos apostadores. No imóvel, foram apreendidos 54 equipamentos, que foram examinados na Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e serão destruídos. Duas pessoas foram conduzidas ao 2º DP (Aldeota) para prestar depoimento e, em seguida, foram liberadas.
As investigações sobre a atividade ilegal de jogos de azar na Capital seguem em andamento, no intuito de localizar novos imóveis e identificar suspeitos da prática delituosa. Estabelecer ou explorar jogo de azar em lugar público ou acessível ao público é proibido no Brasil e é considerada contravenção penal, que leva a prisão de três meses a um ano e multa.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter