domingo, 16 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Greve Geral tem atos organizados em todo o país

Em Fortaleza, a concentração do ato acontece a partir das 10h na Praça da Bandeira, e deve seguir em passeata pelas ruas

quarta-feira, 12 de junho 2019

Imprimir texto A- A+

Em protesto contra a Reforma da Previdência do Governo Bolsonaro e em defesa do direito à aposentadoria, sindicatos, centrais sindicais, movimentos sociais, estudantes e professores de todo o país realizam a Greve Geral na próxima sexta-feira, 14 de junho. Em Fortaleza, a concentração do ato acontece a partir das 10h na Praça da Bandeira, e deve seguir em passeata pelas ruas do centro da capital. Protestos e paralisações também estão programados para acontecer no interior e devem atingir setores como transporte, comércio, serviço público, bancos e outros.

Reprodução

Já em tramitação no Congresso, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 6 estabelece na prática o fim da aposentadoria para a grande maioria dos(as) brasileiros(as), uma vez que retira da Constituição Federal as regras que garantem o acesso a direitos, altera a Previdência Social e institui o regime de capitalização.

“Alegando um suposto rombo nas contas e com um falso discurso de combate a privilégios, Bolsonaro propõe a destruição da principal política pública de distribuição de renda e de assistência social do País, que funciona também como um dos motores principais da atividade econômica no Brasil”, pontua Nascelia Silva, presidente do Sindifort e dirigente da Intersindical-CE.

Além da Reforma da Previdência, também faz parte da pauta de protestos a falta de políticas efetivas para frear o aumento do desemprego, a diminuição dos salários, a precarização do trabalho, o corte de programas de proteção social e de renda mínima como o bolsa família, os cortes na educação pública e a tentativa de desmonte dos sindicatos por meio da PEC 873.

Participam da construção do ato da Greve Geral as centrais Intersindical, CUT, CTB, CSP Conlutas, Unidade Classista, Nova Central, CSB, UGT, Força Sindical e as Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular.

Serviço:

Greve Geral – Marcha dos Trabalhadores – 14 de junho

Concentração a partir das 10h na Praça da Bandeira

Atualizado por Natasha Ribeiro
natasha@oestadoce.com.br
Fonte:  Ass. de Imprensa

Mais conteúdo sobre:

Greve Geral Atos Organizados

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter