29 C°

domingo, 25 de junho de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Ataques a ônibus bancos e delegacias

sexta-feira, 21 de abril 2017

Imprimir texto A- A+

Nova onda de ataques contra os transportes coletivos assustou a população. O atentado contra cinco ônibus, três delegacias e duas agências bancárias, ontem, agravou o clima de insegurança na cidade e Região Metropolitana de Fortaleza. No total, entre quarta e quinta-feira, 23 veículos foram incendiados e 16 suspeitos detidos. Em entrevista coletiva, na sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o titular da pasta, André Costa, reafirmou que ainda é muito cedo para determinar as motivações dos ataques. “É natural todo mundo querer saber o que está acontecendo.

Mas, a investigação está em curso e precisa de sigilo. Temos algumas linhas de investigação, porém não é prudente afirmar uma delas apenas 24 horas após as ocorrências”, argumentou o secretário.
A retaliação de detentos contra as transferências nas unidades prisionais cearenses é uma das linhas de investigação, conforme admitiu André Costa. “A transferência é uma das linhas que estamos investigando. A carta encontrada é uma evidência”, apontou.

Ocorrências
Na noite de quarta-feira (19), um veículo pertencente à Secretaria da Cultura foi atacado no bairro Passaré. O fogo foi debelado pelo próprio condutor, que quebrou os vidros do carro e apagou as chamas, e um ônibus foi também foi atingido por incêndio criminoso em Aquiraz.
Em Fortaleza e Maracanaú, duas agências bancárias foram atacadas. A primeira foi no bairro Vila Velha, quando suspeitos efetuaram disparos de arma de fogo contra as vidraças, e em seguida, atearam dispositivos inflamáveis, que foram debelados pelo Corpo de Bombeiros. O segundo caso ocorreu em uma agência no Distrito Industrial, em Maracanaú. Suspeitos também efetuaram disparos contra as vidraças do banco. Ainda em Maracanaú, suspeitos atiraram contra a fachada do 29° Distrito Policial (Pajuçara), vindo a atingir alguns veículos que estavam apreendidos.
Na madrugada de quinta-feira (20), um veículo apreendido foi incendiado defronte ao 8° Distrito Policial (Prefeito José Walter). Já na cidade de Itapiúna, um ônibus escolar da prefeitura da cidade também foi atacado e homens atearam fogo no veículo. Na manhã de ontem, três ônibus foram incendiados nos bairros Vila Velha, Mucuripe e Álvaro Weyne. E, por volta das 9 horas, suspeitos subiram no muro da antiga sede da Guarda Municipal de Fortaleza, no bairro Rodolfo Teófilo, e efetuaram disparos contra o prédio.

Prisões
Na madrugada de ontem, mais um homem – o sétimo – foi preso sob suspeita de envolvimento nos ataques ocorridos no bairro Edson Queiroz, na tarde de quarta-feira (19). Francisco Bruno Pacheco da Silva, 26, sem antecedentes – deu entrada em uma unidade de saúde com queimaduras no corpo e foi autuado pela Polícia por associação criminosa, dano e também no crime de causar incêndio expondo a perigo a vida, a integridade física ou o patrimônio de outrem. O homem está internado sob custódia policial.
Ao todo, foram detidas 16 pessoas. Um homem foi preso em flagrante pelo Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), após uma tentativa de incêndio a coletivo, ocorrida no José Walter.

O primeiro capturado, Fábio Tomé de Souza, 18, que já responde por tráfico de drogas, roubo e porte ilegal de arma de fogo, foi conduzido à sede da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), onde foi autuado em flagrante por organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo e dano. Um segundo suspeito foi ouvido, também na especializada, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e, em seguida, liberado.

Um terceiro investigado, identificado por Raimundo Aliçon Caetano da Silva, 19, deu entrada em uma unidade de saúde apresentando queimaduras. Ele está sob custódia policial e também foi autuado em flagrante por organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo e dano. A companheira do suspeito foi conduzida a uma unidade da Polícia Civil para ser ouvida. Um quarto suspeito foi preso por uma equipe do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) da PM e foi conduzido também à Draco. As últimas prisões ocorreram, na tarde de ontem, em Caucaia. Duas pessoas foram flagradas em um carro roubado, transportando dois galões com gasolina.

Comboio
O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus), a SSPDS e a Prefeitura de Fortaleza reuniram-se, ontem, para elaborar uma operação de segurança. “Os ônibus de Fortaleza irão circular em comboios e com escolta da Polícia, sem previsão para o fim desta operação”, afirmou em nota o sindicato.

outros destaques >>

Facebook

Twitter