29 C°

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Projeto ensina pessoas a andar de bicicleta

segunda-feira, 12 de dezembro 2016

Imprimir texto A- A+

De olhos atentos, disponível para correr no sol, pegar peso e com uma vontade de ver uma cidade com menos carros e mais bicicletas nas ruas, o programador Daniel Rodrigues, 30 anos, é um dos voluntários do projeto “Bike Anjo”. Atendendo as primeiras pedaladas desequilibradas dos seus alunos, ele passa instruções de segurança e os incentiva a aderir ao modal.
Como um “anjo”, Daniel ajuda pessoas de várias idades a enfrentarem seus anseios e andarem de bicicleta. “A maioria chega com o sonho de aprender a andar de bicicleta. O que é uma coisa simples para mim, ainda é desconhecido para muita gente. Algumas tem medo, mas com as aulas vão criando coragem e descobrindo a leveza de pedalar. Nessas horas é muito gratificante saber que estou ajudando o sonho de uma pessoa”, disse.

Ao ser voluntário e ver o progresso dos alunos, o programador diz que o sentimento é de cidadania. “É o sentimento de ter um mundo melhor e uma cidade com o trânsito melhor, uma consciência social maior. Tem pessoas que aprendem e realmente passam a deixar o carro em casa e se deslocam de bicicleta. Com esse trabalho, você consegue, de alguma maneira tirar mais carros das ruas, vale a pena. Alguns já estão entendendo que é possível ir e voltar do trabalho de bike, de forma saudável, além de ser um exercício de cidadania e consciência ecológica, urbana e social”, disse Daniel Rodrigues, que é cicloativista há mais de dez anos.
Para participar, não é necessário ter uma bicicleta, apenas a vontade de aprender. “O projeto tem os voluntários que se revezam e trazem suas bicicletas. Para as crianças, a gente ensina os pais a ensinarem a elas”, convidou o voluntário.

Aluna
Ontem, foi a primeira aula da securitária Mary Albuquerque. “Sempre tive vontade de aprender. Há uns quatro meses eu comecei a colocar na minha cabeça que eu ia aprender a andar de bicicleta. Achei o projeto na internet, liguei e vim ter a aula. Minha vontade é de colocar meu corpo para funcionar e enfrentar o desconhecido”, contou.

Ao lado de Mary, a enfermeira Olaneide Nogueira a incentivava a manter o equilíbrio e a concentração enquanto estivesse pedalando. Olaneide também está aprendendo a pedalar. O seu sonho é o de participar de um grupo de ciclismo e percorrer várias ruas da cidade de bicicleta. “Há muitos anos fui ensinar minha filha a andar de bike, eu cai e me machuquei. Desde então nunca mais tentei. Nesse ano, criei coragem”. Ontem foi a quarta aula da enfermeira. “Já perdi o medo e agora o desafio é a prática. Pena que é só um domingo por mês. Comprei minha bicicleta e a empresto para quem também quer aprender como eu. O grupo é muito animado. Estou muito feliz”, disse.

Projeto
A Escola Bike Anjo (EBA) existe há três anos em Fortaleza e oferece aulas gratuitas do modal, além de dicas de segurança para os ciclistas iniciantes. As aulas são organizadas e promovidas pela Associação dos Ciclistas Urbanos de Fortaleza (Ciclovida) e acontece todo segundo domingo de cada mês, das 8h30 às 11 horas, na Praça Luiza Távora, em Fortaleza.

outros destaques >>

Facebook

Twitter