sábado, 15 de dezembro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Servidores protestam contra violência em hospital no Conjunto Ceará

quinta-feira, 06 de dezembro 2018

Imprimir texto A- A+

O Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort) e a Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, promovem na manhã desta quarta-feira, 06/12, um protesto com servidores do Hospital e Maternidade Nossa Senhora da Conceição (HNSC), no Conjunto Ceará.

Crédito: Jaqueline Lima

No último sábado (1º), por volta das 5h30, um homem armado invadiu e assaltou nas dependências do hospital. O HNSC é só mais uma das várias unidades de saúde da capital cujos servidores e pacientes foram vítimas de violência recentemente. Postos de saúde, Frotinhas, Gonzaguinhas e outras unidades têm sido alvos de assaltos, furtos, ameaças e agressões.

Desde o ano passado, a Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF) retirou os guardas municipais que atuavam nos postos de saúde, deixando os servidores e pacientes sem nenhuma segurança. No caso dos hospitais, ainda há guardas municipais, mas em quantidade reduzida para a demanda.

Há tempos o Sindifort cobra da Prefeitura Municipal de Fortaleza uma solução para o problema da falta de segurança nos locais de trabalho. Além das unidades de saúde, essa falta de suporte também envolve escolas e outros.

O protesto de hoje conta com a participação da comunidade e, mais uma vez, exige da PMF a garantia da segurança para servidores e usuários do HNSC.

Mais informações:

Regina Cláudia Néri, diretora setorial de Saúde do Sindifort – (85) 9 8808-0271
ou Anderson Ribeiro, diretor de Mobilização – (85) 9 8969-1294

Assessoria de Comunicação do Sindifort – (85) 3211.3714 e (85) 3211.3712 (falar com Haroldo Barbosa ou David Medina)

Atualizado por Natasha Ribeiro
[email protected]
Fonte: Sindifort

Mais conteúdo sobre:

Protesto Violência SindiFort

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter