quinta-feira, 19 de janeiro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Tarifa do ônibus sobe mais de 16% e passa a custar R$ 3,20

quarta-feira, 11 de janeiro 2017

Imprimir texto A- A+

O valor da passagem inteira do ônibus urbano, em Fortaleza, sofreu reajuste de 16,36% e aumentará de R$ 2,75 para R$ 3,20. Já a tarifa estudantil sobe R$ 0,10 e custará R$ 1,40. Os novos valores passarão a ser cobrados a partir de sábado (14). O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa realizado, ontem, na sede da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), no bairro Vila União.

De acordo com o presidente interino da Etufor, Antônio Ferreira, o índice pedido pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) foi de 20%, mas que “o reajuste obedece aos critérios de cálculo tarifário que foram analisados pela Etufor, no período de dezembro de 2015 a novembro de 2016”.
O titular da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), João Pupo, explicou que aumento levou em consideração os valores da folha de pagamento de pessoal, o preço do diesel e outros insumos como custos com pneus. Ele também citou a ampliação de rotas de algumas linhas e melhorias nos veículos, como ar-condicionado, wi-fi e políticas sociais para estudantes.

“Tivemos evolução no sistema de transporte de Fortaleza nos últimos anos, zeramos a tributação, tivemos muitos acréscimos de qualidade ao sistema como as faixas exclusivas, e o que a gente viveu esse ano foi o aumento grande de insumos fundamentais para o transporte. Notadamente na folha de pessoal e combustível, que são os dois pilares da política de reajuste da tarifa”, falou Pupo, complementando que os idosos e portadores de necessidades especiais, assim como seus acompanhantes, não pagam passagem. “Esse público representa 15% dos usuários”, informou o secretário.

Mesmo com o aumento, João Pupo destacou que a tarifa de Fortaleza continua sendo a mais barata entre as cidades que contam com mais de dois milhões de habitantes e Sistema Integrado. “Se comparado com o aumento que tiveram recentemente em Salvador, São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, nós estamos conseguindo manter, inclusive, com tarifa mais barata do que alguns sistemas menores como o de Teresina e Rio Grande do Norte”. O secretário informou, ainda, que o próximo aumento deve acontecer em janeiro do próximo ano.

Usuários
O reajuste causou surpresa aos usuários. A costureira Sandra Maria, 35, achou injusto o aumento. “Ficou muito cara a passagem. Isso é um absurdo. Sou assalariada e vai ser difícil economizar com esse aumento logo no início do ano”, disse.
A estudante Patrícia Souza, 26, também reclamou do aumento. “Que eu me lembre, nunca teve um reajuste tão alto como esse. Se tivesse aumentado para R$ 2,90 ou até R$ 3 até que dava para contornar, mas o valor de R$ 3,20 ficou muito alto. Acho uma covardia fazer isso com a população que mais precisa de atenção”, falou.
A Hora Social (segunda a sábado, de 9h às 10h e de 15h às 16h) passa a custar R$ 3 a inteira e R$ 1,30 a tarifa estudantil. Já a Tarifa Social, aos domingos, custará R$ 2,60 a inteira e R$ 1,10 a tarifa estudantil. Os valores da Linha Central não sofrem reajuste, sendo R$ 0,40 (inteira) e R$ 0,20 (tarifa estudantil).

Aumento
O último reajuste da passagem aconteceu em outubro de 2015, quando a passagem subiu de R$ 2,40 para o preço atual. Na época, a alta foi de 14,58%. O atual índice de 16%, é considerado o maior desde o reajuste que aconteceu em fevereiro de 2003.

outros destaques >>

Facebook

Twitter