26 C°

segunda-feira, 29 de maio de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Comissão diz não crer em grampos contra presidente Donald Trump

quinta-feira, 16 de março 2017

Imprimir texto A- A+

Líderes da Comissão de Inteligência da Câmara dos Deputados dos EUA disseram nessa quarta (15) não acreditar que o presidente Donald Trump tenha sido grampeado pelo governo durante o período eleitoral no ano passado.

O presidente da comissão, o republicano Devin Nunes, e o líder democrata do comitê, Adam Schiff, lembraram que Trump não apresentou provas sobre a suposta espionagem, que teria sido ordenada pelo então presidente Barack Obama, que nega as acusações.
Eles também disseram que pretendem ouvir representantes do FBI e da NSA (Agência de Segurança Nacional) em uma audiência da comissão na próxima segunda-feira.

A investigação no Congresso sobre os supostos grampos foi aberta a pedido da Casa Branca após o presidente fazer acusações contra seu antecessor nas redes sociais. O porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, disse nesta terça que Trump está “confiante” de que o Departamento de Justiça encontrará provas para sustentar a acusação.

O departamento tinha até a última segunda-feira para entregar ao Comitê de Inteligência da Câmara documentos que comprovassem a suposta ação de espionagem. O órgão, no entanto, pediu mais tempo, e o comitê esticou o prazo por uma semana.

outros destaques >>

Facebook

Twitter