sexta-feira, 23 de agosto de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Maioria diz que mídias digitais informam, mas também manipulam

terça-feira, 14 de maio 2019

Imprimir texto A- A+

A maioria da população de países emergentes afirma que o acesso à tecnologia informa, mas também facilita a manipulação dos usuários com a divulgação de boatos e informações falsas.

Pesquisa divulgada pelo Pew Research Center nesta segunda-feira (13) mostra que, em média, 78% dos entrevistados acreditam que o acesso à internet, celular e mídias sociais faz com que os usuários fiquem melhor informados, ao mesmo tempo que 72% avaliam que isso também os deixam mais vulneráveis à manipulação por boatos ou conteúdos falsos que circulam na rede.
O levantamento foi feito em 11 países emergentes, entre eles Venezuela, Colômbia e México -o Brasil não foi incluído-, e reflete o quão complexa e contraditória é a relação entre as pessoas e as mídias digitais.

Nos últimos anos, essas plataformas foram fundamentais para a proliferação de campanhas como o #MeToo -movimento de mulheres que denunciaram abusos sexuais-, mas também chamaram atenção por seu potencial na disseminação de notícias falsas, facilitando a manipulação política e o aumento da violência e de crimes de ódio.

Segundo a pesquisa, em média 75% das pessoas dizem que as mídias digitais introduzem novas ideias no seu cotidiano, mas 68% afirmam ver regularmente conteúdo falso nelas.
Além disso, 35% dizem confiar nas notícias sobre política que acessam nessas plataformas, porém somente 10% afirmam que esse grau de confiabilidade é “muito alto”.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter