terça-feira, 13 de novembro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Trump chama jornalista da CNN de ‘pessoa terrível’ em entrevista após eleições

quarta-feira, 07 de novembro 2018

Imprimir texto A- A+

Em seu primeiro pronunciamento após as eleições legislativas, o presidente americano, Donald Trump, chamou o jornalista da CNN Jim Acosta de “rude” e “pessoa terrível” após ser confrontado com perguntas sobre a caravana de imigrantes que se aproxima dos Estados Unidos.

Trump afirmou que considerava a chegada dos refugiados da América Central uma invasão e que poderiam entrar desde que seguissem um processo legal.

Acosta o confrontou sobre um vídeo divulgado na última semana pelo presidente que pinta os imigrantes como criminosos e violentos, considerado racista e xenófobo pelos críticos.

Trump disse que eram cenas reais, que as imagens não foram protagonizadas por atores de Hollywood. “Deixe que eu administre o país e você administra a CNN. Chega”, disse, enquanto uma auxiliar tentava tirar o microfone do repórter.

Reprodução

Ele insistiu, e o presidente o acusou de ser “rude” e uma “pessoa terrível” e afirmou que ele não deveria trabalhar na CNN. Também disse que ele trata a sua secretária de imprensa, Sarah Sanders, de forma “horrível”. “Quando você publica ‘fake news’, o que a CNN faz muito, você se torna inimigo do povo.”

Também disse a outro jornalista que saiu em defesa de Acosta que não gostava muito dele e mandou outra repórter se sentar quando tentou fazer uma pergunta ao mandatário. “Eu não te chamei. Me dê licença, eu não estou respondendo para você”, disse. “É uma imprensa tão hostil, tão triste”.

Atualizado por Patrícia Silva
[email protected]
Fonte: Agência Brasil

Mais conteúdo sobre:

Trump CNN

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter