Viver
Terça-feira, 29 de Março de 2011
Diagnóstico de cisto e nódulo mamário

Dra. Gláuria Maria de Andrade

1) Qual a diferença entre cisto e nódulo mamário. O diagnóstico acontece da mesma forma nos dois casos?
Praticamente sim. Tanto cistos quanto nódulos são alterações que acontecem no tecido mamário. Os cistos geralmente são formados a partir de secreções da mama, que ficam retidas e formam áreas com conteúdo líquido.

Os nódulos sólidos são dados por alterações no próprio tecido mamário. Nos dois casos, especialmente em pacientes mais jovens, abaixo dos 40 anos, é frequente que o diagnóstico se dê através da ultrassonografia.

2) Em muitos casos, cistos e nódulos mamários não provocam nenhum tipo de sintoma no paciente. Qual o papel fundamental do diagnóstico por imagem na detecção, diagnóstico e tratamento dos cistos e tumores? Algum dos métodos de diagnósticos tem contraindicações?
O que a gente está vendo no dia a dia são pacientes mais jovens, de 30 a 50 anos, com cânceres mais agressivos. Na maioria das vezes, esses cânceres são detectados somente com exames.

O diagnóstico precoce é fundamental para prevenir o câncer de mama. Contra indicação só em casos específicos, como na paciente grávida. Não é interessante que essa paciente faça ultrassonografia, pois ela vai ser submetida à radiação X.

3) A partir de quantos anos a mulher deve fazer exames radiológicos para prevenção, com que frequência? Existem exames específicos para cada idade?
A ultrassonografia pode ser feita em pacientes ainda adolescentes até mulheres em idades mais avançadas. É o primeiro método de rastreio de nódulos e do próprio câncer de mama. Na mamografia é estabelecida uma idade limite para iniciar.

Geralmente aos 40 anos em pacientes que não têm histórico familiar de câncer de mama. Em mulheres que tem mãe, irmã, tia e avós que tiverem o câncer, normalmente o exame é feito aos 35 anos e anualmente.

Desenvolveu-se no Brasil, há cerca de dois anos atrás, um consenso no Ministério da Saúde que diz que a rotina de mamografia deve ser estendida para um prazo de dois anos nas pacientes de 40 a 50 anos. Só a partir dos 50 deveria ser anualmente. A Sociedade de Mastologia, de Ginecologia e obstetrícia e Radiologia são totalmente discordantes dessa postura. Existem nódulos que não são palpáveis, daí a importância de se ter a rotina anual ou a cada dois anos, dependendo do histórico familiar.

4) Após a detecção de nódulos, como deve haver o procedimento para um tratamento mais rápido, com menos riscos?
Hoje em dia é de praxe os nódulos sólidos sofrerem investigação, seja através de punção ou de biópsia, com a retirada de fragmentos. Na punção, colhemos material com agulha fina, geralmente guiada pelo ultrassom. Esse procedimento pode ser feito no consultório, caso os nódulos não sejam muito grandes.

Os nódulos não palpáveis ou que tenha uma indefinição na palpação geralmente vem para clínica radiológico para ser guiado pelo ultrassom, para que você tenha o máximo possível de chance de acerto. Na biópsia, tiramos os fragmentos com pistola para análise microscopia. A punção a gente vai estudar células, na biópsia, tecidos.

A biópsia vai te dar mais subsídio para você ter um diagnóstico mais firme. Às vezes, você pode ter câncer em forma de calcificações, diagnosticado na mamografia, que não ultrapassa a barreira de segurança, então podemos retirar só aquela área, o resto fica livre.

5) Em sua opinião, qual o laboratório de patologia da cidade que se destaca pela credibilidade na prestação de seus serviços?
Na Imagemama, nós mandamos o nosso material para o Pathus com frequência, pela questão de credibilidade e agilidade. Na grande maioria das vezes, as pacientes chegam extremamente ansiosas na clínica, para saber qual é o problema e tentar resolvê-lo. O Pathus tem uma rotina de atendimento e retorno em termos de agilidade muito boa, ajudando nosso trabalho e dando tranquilidade as clientes.

1 / 1

O ESTADO DIGITAL

Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Mais informações sobre as opções de formatação

CAPTCHA de imagem
Entre com os caracteres da imagem.