segunda-feira, 25 de março de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

53 anos da Rádio Uirapuru

sexta-feira, 14 de agosto 2009

Imprimir texto A- A+

O presidente Salmito Filho e o vereador Gelson Ferraz acertadamente comemoraram na Câmara os 53 anos da Rádio Uirapuru de Fortaleza. “A Boazinha”, como era chamada por Cid Carvalho,- tem história marcante e ganhou novo capítulo com as homenagens a José Pessoa de Araújo (in memoriam), Afrânio Peixoto (in memoriam), Aécio de Borba, Tom Barros, Edson Silva, Moésio Loiola, Heraldo Menezes, Júlio Sales, Cid Carvalho (por mim representado), Francisco de Assis Ferreira Lima e Tânia Silva Dias (atual diretora).
Também brilharam na Uirapuru: Lúcio Sátiro, Silvio Leite, Gomes Farias, Vilar Marques, Tarcísio Tavares, Nazareno Albuquerque, Lúcio Brasileiro, Frota Neto, Landry Pedrosa, Edmundo Maia, Ivan Lima, Juarez Silveira, Carvalho Nogueira, Silvino Neves, Newton Pedrosa, Baman Vieira, Fernando Maia, Carlos Alberto, Guilherme Pinho, Jurandir Mitoso, Will Nogueira, Orlando Viana, Barroso Damasceno, Gilvan Dias, Cauby Chaves, Vicente Alencar, Almir Pedreira, Luciano Lima, Astrolábio Filho, Reverendo Celsino Gama, os irmãos João Bosco Macambira e Leôncio “Legorne”, Alfredo Sampaio, Mena Barreto, Mincharia, Geraldo de Castro, Sidrack Ratts, os irmão Edgar, Edwar e Evertes Costa, Mário e Carlos Pontes, Francisco Lourenço dos Santos, Palmeira Guimarães, José Maria Andrade, José de Borba Jr, Cludoveu Cavalcante, Jaime Rodrigues, Maurício Carvalho, Fernando Jacques, Luiz Carlos Aguiar, Paulo Santos (José Cabral), Maria José Marinho radioatriz dos “Romances de César Coelho), Nemésio Conrado, Soneca, José Rodrigues, Milton Alves, dr. Batérico, Oliveira Filho, José Santana, Luciano e Kemal Sampaio, Heracías Bezerra, Giácomo Mastroanni, Trio Uirapuru, Maria (do café), e os pássaros do viveiro.
Fundada em 16 de junho de 1956 por José Pessoa de Araújo e Aécio de Borba, associados a José Júlio Cavalcante, Luiz Crescêncio Pereira e Afrânio Peixoto, seu estúdio ficava no Edifício Arara (IAPC ), na Rua Pedro Pereira e a antena em Santa Rita (Maraponga). Depois a sede foi na esquina da Rua General Sampaio com a rua Clarindo de Queiroz, no “Prédio do Rádio”, com o belo formato de grande rádio da época, rico em detalhes (dial, botões, ponteiro, caixa de som, primorosamente pintado em cores peculiares)…Um ícone na Praça da Bandeira, atualmente patrimônio da Universidade Federal do Ceará, abrigando o DCE, descaracterizado pela pintura que esconde a originalidade. A UFC poderia resgatá-lo via Instituto de Cultura e Artes – ICA. A sede da Uirapuru foi também na Rua Quintino Bocaiúva, e na Des. Moreira e agora está na Marcondes Pereira. Liderou o IBOPE por 15 anos. Fez escola. Hoje, pertence à Igreja Universal do Reino de Deus.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter