terça-feira, 16 de julho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

“Aterro Prefeito Juraci Magalhães”

sexta-feira, 23 de janeiro 2009

Imprimir texto A- A+

Desde a manhã da última quarta-feira, dia 21, a cidade de Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção está de luto oficial decretado por três dias. Nas repartições públicas as bandeiras permanecem hasteadas a meio mastro, como determina o cerimonial. A iniciativa da prefeita Luizianne Lins e do presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Salmito Filho, ambos do PT, condiz com o sentimento da população, que reconhece no saudoso médico Juraci Vieira de Magalhães o maior gestor, em termos de obras estruturantes, que a cidade já teve nas últimas décadas. Aliás, concordo com o experiente professor e ex-senador Cid Sabóia de Carvalho quando afirmou na sua já tradicional “Crônica do Meu Sentimento”, na Rádio Cidade AM, que a história político-administrativa fortalezense tem um parâmetro para ser contada: antes e depois de Juraci.

Cid Carvalho lembrou também a gestão do dinâmico engenheiro Vicente Cavalcante Fialho – um tocador de obras – mas ninguém, até agora, em termos comparativos, supera o que fez pela Capital Alencarina, aquele pranteado filho ilustre de Senador Pompeu que soube demonstrar, como ninguém, o seu grande amor a Fortaleza nos três mandatos que exerceu a Prefeitura… E mais que isto, o fez com dedicação, competência e entusiasmo, visando a melhoria de vida da população; do “fortalezense” como ele dizia. Aliás, eram tantas as realizações, que o próprio Juraci – que não contava com o apoio do Governo do Estado/Geração Cambeba – chegou a usar como slogans de campanhas: “Juraci Faz!” ou “Para ver uma obra da Prefeitura basta abrir a janela”.

Na era Juraci Fortaleza transformou-se em um imenso canteiro de obras. Isto agradou tanto ao eleitorado que Juraci venceu nas urnas importantes candidatos como Patrícia Saboya, Assis Machado e Socorro França indicados pelo esquema do Cambeba, isto em disputa pessoal ou quando lançou à Prefeitura o nome do professor da UECE Antônio Cambraia, seu conterrâneo de Senador Pompeu. Tem mais: os vices-prefeitos que ele escolhia eram aceitos, sem questionamentos nem querelas, mesmo que não fossem nomes midiáticos como Marlon Cambraia e Isabel Lopes.

Quanto às obras de Juraci Magalhães não dá para citá-las aqui de memória. Mas estão aí, evidentes: o IJF; a nova Praça do Ferreira; as avenidas como Antônio Sales, Via Expressa, Washington Soares e outras; viadutos; Ponte da Barra do Ceará; escolas; Secretarias Regionais; Cursinho Pré-Vestibular gratuito “Nossa Vez”; Sistema Integrado de Transportes e Terminais; nova Praça do Ferreira; novo Mercado Central; abertura de ruas; asfaltamento geral; novo Mercado São Sebastião; reforma do Ginásio Paulo Sarasate; postos de saúde; pólos de lazer da Parangaba, da Messejana e da Barra; estátua de Iracema em Messejana, Aterro da Praia de Iracema (na antiga Av. Akidaban).

A propósito, aqui vai de bandeja, para um vereador, a idéia de um projeto de lei: denominar doravante de “Aterro Prefeito Juraci Magalhães”, aquele local, com a colocação da estátua do homenageado. Seria um tributo, justíssimo e o local não poderia ser mais apropriado, pois em área nobre e de ampla visibilidade e permanentemente na mídia.

Quanto ao atual apelido “Aterro da Praia de Iracema” parece-me coisa “inventada” por quem quis “esticar” a verdadeira praia da Índia, pois ali, onde hoje ocorrem shows, réveillons e outros eventos de massa, em passado recente era chamado de praia do “Comercial Clube”, do “Restaurante Cirandinha”, do “Centro Massapeense”, do “Ideal”, dependendo do ponto da orla, em relação ao clube que sediava. O povão, com a sua sabedoria popular, quando o mar foi aterrado chamava o local inicialmente, e com muita propriedade, de “Aterro do Juraci”, lembram? Já a Praia de Iracema propriamente dita era e é outra estória. Contudo, (parafraseando a antiga lavadeira palmaciana Maria Cassiano,103), hoje a coisa “tá tão dimudada”, que, por desinformação (?!), tem repórter de TV que transmite eventos lá do Hotel Marinas, e diz que está falando “direto da Praia de Iracema”… É mudar demais a geografia da cidade!… Ou eu estou errado? Que venha, pois a merecida homenagem ao carismático e estimado ex-Prefeito que hoje repousa no Reino dos Justos!

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter